fbpx

Inove no Natal! Aposte no Sec Care e dê segurança de presente

Cada vez mais os presentes de natal vêm dando espaço para itens que oferecem conforto, praticidade e que tenham utilidade para os presenteados. Foi pensando nisso que neste post você vai conhecer uma excelente opção para presentear aquelas pessoas que precisam de cuidados a todo o momento.

Você conhece o Sec Care da JFL? O dispositivo é um tipo de pulseira que pode ser utilizada por qualquer pessoa que necessite de monitoramento especial e atendimento imediato em casos urgentes.

Ficou interessado? Acompanhe neste artigo como o Sec Care funciona, quem pode utilizar e os motivos para dar o equipamento de presente no natal!

O que é o Sec Care da JFL?

Você conhece a função “pânico” de alguns dispositivos de segurança? Muitas lojas e agências bancárias contam com a funcionalidade para acionar centrais de monitoramento em situações suspeitas ou diante de fatos preocupantes, como assaltos.

O Sec Care da JFL é um produto que oferece este benefício com um diferencial: o aparelho foi idealizado no formato de uma pulseira para ser fixada no pulso de quem tem a necessidade de solicitar por socorro rápido e eficiente.

Com design anatômico, compacto e acabamento emborrachado, a pulseira é confortável e prática para desempenhar as funções.

Como funciona o Sec Care da JFL?

Em caso de pânico, a pessoa aciona o botão SOS do dispositivo. Isso faz com que um pedido de socorro seja captado por uma central de alarme monitorável — indispensável para o funcionamento do sistema —.

O aparelho envia a informação pelo aplicativo Active Mobile para a central de monitoramento e para os contatos cadastrados via smartphone, e alerta sobre a situação de risco.

Quem pode utilizar o Sec Care da JFL?

É recomendado para pessoas que precisam de cuidado e assistência imediata em casos de pânico, como: idosos, pessoas que moram sozinhas e aquelas que priorizam pela sua segurança de forma facilitada e ágil.

Contudo, o dispositivo pode ser utilizado em lojas, comércios e empresas: basta retirar as pulseiras e fixá-lo em locais estratégicos, como embaixo de balcões, por exemplo. Caso aconteça situação de perigo, é possível acioná-lo discretamente.

Quais são as outras funções da Sec Care da JFL?

Além do botão de pânico, a Sec Care também possibilita algumas integrações, como: acionamento de PGMs (saídas programáveis) da central, ou ainda arme/desarme do sistema de alarme instalado.

Por que o Sec Care da JFL é uma boa opção para presentear no Natal?

A intenção de manter locais e pessoas protegidas é uma demonstração de cuidado e de estar preocupado com o outro. Presentear alguém com um dispositivo que potencializa a segurança pessoal é um exemplo disso.

Quem tem pais idosos e que precisam de assistência próxima e diária sabe muito bem do que estamos falando, não é mesmo? Investir na tranquilidade e segurança sempre é um bom negócio, e agora pode ser um bom presente de natal também.

Inove neste natal! Se você ficou interessado neste produto, entre em contato com a JFL para ter mais informações ou peça para o seu profissional de segurança eletrônica.

O Sec Care é uma solução prática, tecnológica e com excelentes benefícios. Faça diferente neste ano: unifique cuidado, carinho e inovação no mesmo embrulho e dê segurança de presente.

 

 

 

Dicas de segurança para casa compartilhada

É muito comum, principalmente para jovens e viajantes, optar por casas compartilhadas para morar ou ficar hospedado durante um determinado período de tempo. Este formato de moradia requer alguns cuidados de segurança importantes para que nenhum incidente ou problema aconteça.

Que tal saber um pouco mais como utilizar a tecnologia para manter locais compartilhados protegidos, com privacidade e hóspedes tranquilos? Leia neste post algumas dicas de dispositivos que colaboram com a segurança de locais como esse.

Afinal, o que são casas compartilhadas?

Também conhecidos como rommates, que em tradução para o português significa colega de quarto, são pessoas que compartilham o mesmo espaço para morar ou para ficar hospedado. O termo faz referência a pessoas que alugam quartos em casas e apartamentos nos quais as dependências comuns são divididas com outros moradores.

E não se engane! Este conceito não fica restrito a jovens e estudantes. Atualmente, as casas compartilhadas são tendência nas grandes cidades, e os motivos são os mais diversos: dividir contas, ter companhia, proximidade do local de trabalho, preocupação com economia mais sustentável, etc.

Como manter casas compartilhadas seguras?

Imagine morar em um local no qual circulam diferentes pessoas que, na maioria dos casos, começam a morar sem conhecer o colega de quarto? Fica evidente que algumas dicas de segurança são fundamentais para que o ambiente permaneça seguro, não é mesmo?

Acompanhe algumas dicas de dispositivos tecnológicos que auxiliam neste processo:

Porteiro eletrônico

Ao instalar um porteiro eletrônico na casa compartilhada, o acesso fica restrito aos moradores que sabem a senha ou estão na posse de chaveiro RFID, acionado por aproximação.

Este dispositivo pode ser instalado no acesso comum e principal do local e até mesmo na porta de cada um dos quartos dos moradores, garantindo que a entrada de estranhos não seja permitida.

Ainda, é comum que o aparelho conte com um aviso de violação. Assim, é emitido um som semelhante a uma sirene e ocorre o bloqueio da fechadura em casos de arrombamento.

Câmeras de segurança

Pensando nas áreas comuns das casas compartilhadas, as câmeras de segurança são equipamentos interessantes para auxiliar na segurança e manter a tranquilidade dos moradores.

Instaladas nos ambientes comuns, como sala e cozinha, o dispositivo possibilita registrar e monitorar as atividades de quem frequenta o local.

Central de alarme de incêndio

Para evitar acidentes com fogo, a central de alarme de incêndio é a alternativa ideal e mais eficaz. Ela é responsável por monitorar os dispositivos do sistema de incêndio, receber a informação que identifica a fumaça provocada no ambiente e acionar o alarme.

Vale lembrar que na casa compartilhada cada pessoa faz suas atividades, tem seus hábitos e rotina. Um fósforo mal apagado ou uma panela esquecida no fogão podem ocasionar incêndio, colocando em risco a casa e os demais moradores.

Se você achou interessante o modelo de casa compartilhada, não esqueça de verificar a segurança do local antes mesmo de escolher sua moradia ou hospedagem.

Para isso, procure por soluções que facilitem o dia a dia e que possibilitem manter o controle de acesso nas dependências da casa, apartamento ou até do seu quarto.

Gostou deste post. Compartilhe agora mesmo nas redes sociais!

 

Inove no Natal! Aposte no Sec Care e dê segurança de presente

Cada vez mais os presentes de natal vêm dando espaço para itens que oferecem conforto, praticidade e que tenham utilidade para os presenteados. Foi pensando nisso que neste post você vai conhecer uma excelente opção para presentear aquelas pessoas que precisam de cuidados a todo o momento.

Você conhece o Sec Care da JFL? O dispositivo é um tipo de pulseira que pode ser utilizada por qualquer pessoa que necessite de monitoramento especial e atendimento imediato em casos urgentes.

Ficou interessado? Acompanhe neste artigo como o Sec Care funciona, quem pode utilizar e os motivos para dar o equipamento de presente no natal!

O que é o Sec Care da JFL?

Você conhece a função “pânico” de alguns dispositivos de segurança? Muitas lojas e agências bancárias contam com a funcionalidade para acionar centrais de monitoramento em situações suspeitas ou diante de fatos preocupantes, como assaltos.

O Sec Care da JFL é um produto que oferece este benefício com um diferencial: o aparelho foi idealizado no formato de uma pulseira para ser fixada no pulso de quem tem a necessidade de solicitar por socorro rápido e eficiente.

Com design anatômico, compacto e acabamento emborrachado, a pulseira é confortável e prática para desempenhar as funções.

Como funciona o Sec Care da JFL?

Em caso de pânico, a pessoa aciona o botão SOS do dispositivo. Isso faz com que um pedido de socorro seja captado por uma central de alarme monitorável — indispensável para o funcionamento do sistema —.

O aparelho envia a informação pelo aplicativo Active Mobile para a central de monitoramento e para os contatos cadastrados via smartphone, e alerta sobre a situação de risco.

Quem pode utilizar o Sec Care da JFL?

É recomendado para pessoas que precisam de cuidado e assistência imediata em casos de pânico, como: idosos, pessoas que moram sozinhas e aquelas que priorizam pela sua segurança de forma facilitada e ágil.

Contudo, o dispositivo pode ser utilizado em lojas, comércios e empresas: basta retirar as pulseiras e fixá-lo em locais estratégicos, como embaixo de balcões, por exemplo. Caso aconteça situação de perigo, é possível acioná-lo discretamente.

Quais são as outras funções da Sec Care da JFL?

Além do botão de pânico, a Sec Care também possibilita algumas integrações, como: acionamento de PGMs (saídas programáveis) da central, ou ainda arme/desarme do sistema de alarme instalado.

Por que o Sec Care da JFL é uma boa opção para presentear no Natal?

A intenção de manter locais e pessoas protegidas é uma demonstração de cuidado e de estar preocupado com o outro. Presentear alguém com um dispositivo que potencializa a segurança pessoal é um exemplo disso.

Quem tem pais idosos e que precisam de assistência próxima e diária sabe muito bem do que estamos falando, não é mesmo? Investir na tranquilidade e segurança sempre é um bom negócio, e agora pode ser um bom presente de natal também.

Inove neste natal! Se você ficou interessado neste produto, entre em contato com a JFL para ter mais informações ou peça para o seu profissional de segurança eletrônica.

O Sec Care é uma solução prática, tecnológica e com excelentes benefícios. Faça diferente neste ano: unifique cuidado, carinho e inovação no mesmo embrulho e dê segurança de presente.

 

 

 

Dicas de segurança para casa compartilhada

É muito comum, principalmente para jovens e viajantes, optar por casas compartilhadas para morar ou ficar hospedado durante um determinado período de tempo. Este formato de moradia requer alguns cuidados de segurança importantes para que nenhum incidente ou problema aconteça.

Que tal saber um pouco mais como utilizar a tecnologia para manter locais compartilhados protegidos, com privacidade e hóspedes tranquilos? Leia neste post algumas dicas de dispositivos que colaboram com a segurança de locais como esse.

Afinal, o que são casas compartilhadas?

Também conhecidos como rommates, que em tradução para o português significa colega de quarto, são pessoas que compartilham o mesmo espaço para morar ou para ficar hospedado. O termo faz referência a pessoas que alugam quartos em casas e apartamentos nos quais as dependências comuns são divididas com outros moradores.

E não se engane! Este conceito não fica restrito a jovens e estudantes. Atualmente, as casas compartilhadas são tendência nas grandes cidades, e os motivos são os mais diversos: dividir contas, ter companhia, proximidade do local de trabalho, preocupação com economia mais sustentável, etc.

Como manter casas compartilhadas seguras?

Imagine morar em um local no qual circulam diferentes pessoas que, na maioria dos casos, começam a morar sem conhecer o colega de quarto? Fica evidente que algumas dicas de segurança são fundamentais para que o ambiente permaneça seguro, não é mesmo?

Acompanhe algumas dicas de dispositivos tecnológicos que auxiliam neste processo:

Porteiro eletrônico

Ao instalar um porteiro eletrônico na casa compartilhada, o acesso fica restrito aos moradores que sabem a senha ou estão na posse de chaveiro RFID, acionado por aproximação.

Este dispositivo pode ser instalado no acesso comum e principal do local e até mesmo na porta de cada um dos quartos dos moradores, garantindo que a entrada de estranhos não seja permitida.

Ainda, é comum que o aparelho conte com um aviso de violação. Assim, é emitido um som semelhante a uma sirene e ocorre o bloqueio da fechadura em casos de arrombamento.

Câmeras de segurança

Pensando nas áreas comuns das casas compartilhadas, as câmeras de segurança são equipamentos interessantes para auxiliar na segurança e manter a tranquilidade dos moradores.

Instaladas nos ambientes comuns, como sala e cozinha, o dispositivo possibilita registrar e monitorar as atividades de quem frequenta o local.

Central de alarme de incêndio

Para evitar acidentes com fogo, a central de alarme de incêndio é a alternativa ideal e mais eficaz. Ela é responsável por monitorar os dispositivos do sistema de incêndio, receber a informação que identifica a fumaça provocada no ambiente e acionar o alarme.

Vale lembrar que na casa compartilhada cada pessoa faz suas atividades, tem seus hábitos e rotina. Um fósforo mal apagado ou uma panela esquecida no fogão podem ocasionar incêndio, colocando em risco a casa e os demais moradores.

Se você achou interessante o modelo de casa compartilhada, não esqueça de verificar a segurança do local antes mesmo de escolher sua moradia ou hospedagem.

Para isso, procure por soluções que facilitem o dia a dia e que possibilitem manter o controle de acesso nas dependências da casa, apartamento ou até do seu quarto.

Gostou deste post. Compartilhe agora mesmo nas redes sociais!