fbpx

Suporte técnico: conheça os guias e tutoriais da JFL Alarmes

A segurança eletrônica é um nicho de mercado que precisa acompanhar os avanços da tecnologia e as atualizações de fornecedores para estar de acordo com as necessidades de quem compra.

Foi pensando nisso que a JFL Alarmes desenvolveu uma área no seu site com todas as informações para que instaladores tenham acesso às descrições técnicas, tutoriais e guias de seus produtos.

Conheça um pouco mais sobre a seção de suporte técnico, o que ela oferece e como você pode aproveitar mais esta facilidade. Veja!

Área Suporte

Para localizar a seção, basta acessar o site da JFL. Logo na página inicial, a área suporte é exibida no menu principal. Ao clicar na seção, é aberto o menu com as categorias separadas por assuntos ou tipo de material disponibilizado.

Alguns deles são específicos para resolver questões de um determinado produto, enquanto outros itens apresentam uma “biblioteca” com todas as diretrizes para fazer instalações e resolver questões técnicas.

Neste post serão apresentadas as principais categorias e o que você vai encontrar em cada uma delas.

Guias rápidos

Os guias são materiais em texto – geralmente disponiveis em PDF – que servem como instrução para instalar equipamentos, fazer testes, adicionar dispositivos, fazer backup, configurar redes, entre outros.

Os materiais são didáticos, objetivos e ilustrados com as telas correspondentes da atividade que você procura aprender.

Manuais antigos

Sem esquecer dos produtos que já saíram de linha ou foram atualizados, a JFL mantém uma seção com os principais manuais antigos.

Desta forma, quem ainda procura por informações de equipamentos que não lançamentos e já estão no mercado por um bom tempo, pode encontrar nesta seção o manual que procura.

Softwares e Drivers

Para facilitar o acesso e a instalação dos equipamentos de segurança, a equipe da JFL disponibilizou na área de suporte todos os programas e drives necessários para seus produtos.

Vídeos tutoriais

Uma das seções mais dinâmicas do suporte técnico é a dos vídeos tutoriais, que explicam o passo a passo de como fazer instalações e como é o funcionamento de determinados equipamentos.

A seção direciona o usuário para o canal da JFL no Youtube e disponibiliza um menu com muitos vídeos, todos padronizados, informativos e técnicos.

Reset de senha

Como a questão da segurança e da privacidade são assuntos importantes para a JFL, foi pensando nisso que foram construídas essas seções. O instalador tem acesso a diversos serviços para manutenção dos equipamentos de CFTV e centrais de alarme JFL.

Além das seções citadas aqui neste post, existem outras que são muito importantes para quem instala equipamentos de segurança.

Vale ressaltar que a área de suporte é aberta e disponível para qualquer usuário interessado, não tendo necessidade de cadastro prévio ou senha de acesso.

Se você é instalador e ficou interessado pela área de suporte técnico da JFL, saiba que ela está disponível e foi pensada para você.

Agora, se você quer aprofundar seus conhecimentos técnicos, conheça os cursos de capacitação da JFL. São aulas a distância, em ambiente virtual e com certificado. Aproveite e faça a sua inscrição.

 

 

 

Conheça as principais vantagens do repetidor de sinal para dispositivos da linha Duo

As inovações do mercado de segurança eletrônica são essenciais para que a proteção de casas e empresas seja potencializada, e o repetidor de sinal para dispositivos da linha Duo é um equipamento importante para isso.

Se você mora em uma casa ampla ou se preocupa em manter a estrutura de empresas protegida contra invasores, saiba que conhecer os benefícios deste tipo de aparelho pode otimizar o sistema de segurança nestes locais.

Que tal ficar bem informado(a) para melhorar o monitoramento de ambientes que contam com dispositivos sem fio Duo? Leia aqui no post as principais vantagens do repetidor de sinal para dispositivos da linha Duo e descubra como ele colabora com a sua segurança.

Mas, afinal de contas, o que é repetidor de sinal?

O repetidor de sinal é um equipamento que é instalado em sistemas de alarmes sem fio com o objetivo de repetir o sinal e ampliar a cobertura de proteção dos ambientes.

O aparelho é ideal para lugares que apresentam obstáculos capazes de interferir na comunicação do sistema de segurança e ocasionar problemas.

E quais são as principais vantagens do repetidor de sinal?

Para quem conta com sistemas de alarme para preservar ambientes e locais protegidos, é fundamental saber que o dispositivo potencializa o monitoramento, pois aumenta o alcance, amplia as possibilidades e, consequentemente, otimiza a segurança.

Acompanhe abaixo outras informações sobre essas características.

Mais alcance

Um dos principais benefícios do repetidor é promovido pelos seus componentes: o aparelho conta com uma antena robusta e de alta sensibilidade que envia e recebe o sinal dos dispositivos sem fio com muita eficiência. Assim, é possível instalar equipamentos sem fio Duo em locais ainda mais distantes da central de alarme, ampliando o alcance do sistema de segurança.

Menos obstáculos

Alguns locais apresentam obstáculos que ocasionam interferências no sistema de segurança, e são verdadeiros desafios para técnicos, moradores e responsáveis por manter locais protegidos. Prédios de empresas e casas mais amplas podem apresentar problemas como esse se o sistema não for bem pensado e se não contar com os dispositivos adequados.

É para resolver questões como essas que o repetidor de sinal deve ser considerado: em locais nos quais o sinal sofre intervenções possibilita ter um sistema de segurança sem fio com utilização do equipamento.

Mais segurança

Ainda, com o aumento do alcance dos dispositivos sem fio e com menos interferência no envio e recebimento de sinais, o repetidor de sinal potencializa a segurança do local. É uma excelente alternativa para aumentar a proteção de um determinado ambiente que conta com sensores de alarmes sem fio.

Vale lembrar que as alternativas para intensificar o monitoramento são sempre válidas. Além de promover a segurança, é possível aproveitar a estrutura já existente de sensores de alarmes.

E você, achou interessante as vantagens do repetidor de sinal para dispositivos da linha Duo? Percebeu como ele é um importante aliado para quem utiliza sistema de segurança sem fio Duo?

Aproveite que você conheceu mais sobre as vantagens do dispositivo, suas características e fique por dentro das opções de produtos disponíveis no mercado, como o repetidor de sensor MRP1, da JFL.

Saiba como funciona o nobreak em sistemas de segurança

Todos os sistemas de segurança eletrônica precisam de energia elétrica para o funcionamento adequado. Por esse motivo, quando acontecem problemas na rede de eletricidade, os equipamentos de proteção podem ser desativados.

Para evitar que ambientes fiquem vulneráveis em momentos de queda de energia é recomendada a utilização de nobreaks.

Siga a leitura do post e confira como funciona o nobreak em sistemas de segurança. Conheça os conceitos básicos e a importância do aparelho para manter sua casa e empresa protegidas.

O que é nobreak?

O nobreak é o aparelho que tem como principal função regular e fornecer energia quando a rede elétrica não está disponível. Também é conhecido como UPS (uninterruptable power system) ou sistema ininterrupto de potência.

Como funciona o nobreak?

A principal função do nobreak é controlar a eletricidade que é enviada para os equipamentos que estão conectados nele. Moderar a energia evita que eletrônicos sofram danos durante a falta ou variação de luz.

Além de regular, é o nobreak que cede energia para manter sistemas e dispositivos ligados diante de panes na rede de eletricidade.

Quem trabalha na área de tecnologia da informação tem mais aproximação com o termo por ser utilizado com frequência em sistemas corporativos — essenciais para o negócio —  para manter o funcionamento deles.

Os nobreaks são classificados conforme a potência que a bateria interna dispõe. A potência e o número de equipamentos ligados interfere no tempo e no desempenho do aparelho.

Em casos mais pontuais, outros dispositivos são utilizados para auxiliar no controle da energia elétrica, como o filtro de linha e estabilizador.

O filtro de linha — conhecido como régua — controla a corrente que é conduzida para os aparelhos conectados nele. Já o estabilizador, assim como o próprio nome indica, estabiliza a energia e equipara a que entra no aparelho com a que sai.

É importante destacar que a utilização das duas opções apresentadas não suprime a instalação do nobreak. Ainda, nenhuma delas tem a função de seguir fornecendo energia.

Preciso de um nobreak para o sistema de segurança?

Sim! Em ambientes que são monitorados ou precisam continuar seguros mesmo em momentos sem energia, a utilização de um nobreak é essencial.

Além de regular, o aparelho mantém por meio da baterias internas os equipamentos de segurança eletrônica acionados e garante o funcionamento de alarmes, câmeras ou cercas elétricas por um determinado tempo.

Um ponto muito importante e que deve ser considerado para escolher o nobreak ideal é a potência máxima de saída do aparelho. É preciso saber qual a capacidade que o sistema de segurança demanda para optar pelo modelo correto.

Depois de escolher o nobreak, o que mais preciso saber?

Existem duas dicas apropriadas para quem tem interesse em adquirir um nobreak para o sistema de segurança da sua casa ou empresa.

A primeira delas é recorrer a profissionais qualificados para auxiliar na escolha do dispositivo mais indicado. Questões como potencial, modelo, local de instalação devem ser avaliadas de forma criteriosa para evitar inconvenientes.

Além da contratação do profissional, a outra dica é sobre a bateria do nobreak, que deve ser trocada conforme a recomendação do fabricante.

Interessante saber como funciona o nobreak, não é mesmo? Se você está interessado(a) em conhecer outros dicas e ter mais informações para manter sua casa ou empresa segura não pare por aqui.

Nas redes sociais da JFL você tem acesso a muitos outros conteúdos sobre segurança eletrônica, tanto para sua residência, quanto para empresas. Siga o perfil no Facebook e acompanhe.

 

Sistemas de segurança: saiba quando utilizar interfonia residencial e central de comunicação

Para escolher o sistema de segurança mais apropriado para residências, condomínios ou empresas é preciso conhecer as características dos equipamentos e identificar a necessidade do local.

Dependendo do ambiente, existem dispositivos que são mais apropriados para serem instalados que outros.

A interfonia residencial e a central de comunicação são duas opções de segurança eletrônica que devem ser utilizadas em situações distintas para manter a proteção de lugares e pessoas. Confira.

Interfonia residencial

O sistema de interfones residenciais funciona como um telefone para identificar previamente visitantes e autorizar a entrada.

É um equipamento indicado para residências mas também pode ser utilizado em condomínios e em empresas.

Para facilitar a comunicação com quem quer entrar, a interfonia residencial é instalada em casos nos quais o acesso de entrada é distante do local. Casas com quintais e jardins na frente, sem visibilidade e com distanciamento da entrada são exemplos de lugares recomendados para a instalação.

Em empresas, a interfonia serve como barreira para controlar o acesso de funcionários e visitantes. Com a identificação de quem entra é possível inibir assaltos e tomar atitudes preventivas em situações suspeitas.

Basicamente, o sistema de interfonia  conta com um painel externo instalado na entrada do local conectado a um telefone fixado na parte interna do imóvel. A comunicação é feita por áudio.

Os modelos de equipamentos de interfonia possuem tecnologias diferentes. Alguns contam com acionamentos em touch sense, o que evita problemas de desgaste, travamentos e teclas quebradas.

Ainda, podem contar com sensor de abertura para identificar quando o portão permanece aberto por esquecimento ou propositalmente.

É válido ressaltar que esse tipo de equipamento não permite outros ramais para comunicação. Porém, tem a opção de serem instaladas extensões para aumentar os pontos de atendimento quando o interfone é acionado.

Central de comunicação

Diferente dos interfones residenciais, as centrais de comunicação são sistemas de segurança que possibilitam a conexão com outros ramais.

É uma solução indicada para prédios e condomínios que necessitem de comunicação pontual com diferentes ambientes, como apartamentos e salas comerciais.

A tecnologia utilizada nas centrais de comunicação permite também a intercomunicação de moradores e condôminos, sendo possível interfonar diretamente para cada apartamento ou sala.

O número de ramais que o equipamento suporta varia conforme o modelo. Como exemplo, para locais de médio porte existem modelos com 17 ramais disponíveis. Já para grandes empreendimentos, exemplares com mais de 140 pontos são os procurados.

Para a instalação e monitoramento das centrais de comunicação é importante optar por fornecedores que contam com softwares específicos para a funcionalidade e que tenham bom desempenho.

Pelo software é possível acessar funções importantes, como fazer a programação de ramais flexíveis, permissões e senhas.

Manter ambientes protegidos deve ser prioridade para quem faz a gestão de condomínios e empresas, assim como para moradores residenciais.

Os interfones residenciais e as centrais de comunicação são exemplos de sistemas eficientes e que facilitam o dia a dia de moradores e funcionários.

Para não ter dúvidas na hora de contratar o sistema de segurança mais apropriado, consulte uma empresa especializada, tire suas dúvidas e instale os equipamentos mais adequados.

Os 7 erros mais comuns na instalação de alarmes e dispositivos de segurança

Para manter residências e empresas protegidas é preciso acompanhar todas as etapas da implantação de um sistema de segurança.

Não basta adquirir bons equipamentos para manter ambientes seguros. É muito importante que eles sejam instalados corretamente para serem efetivos.

Neste post, você vai conhecer os erros mais comuns cometidos por quem instala dispositivos de segurança. São 7 itens que devem ser evitados para zelar pela segurança do local.

1. Iniciar a instalação sem planejamento

Planejar a implantação do sistema de segurança é fundamental para que a instalação seja feita de forma correta.

O mapeamento das áreas que serão protegidas, as soluções mais assertivas e os equipamentos necessários são identificados no planejamento.

Além disso, é nesta etapa que os locais para os dispositivos de segurança são definidos, assim como os recursos que serão utilizados.

2. Não verificar a iluminação

A incidência de luz é uma questão técnica que deve ser considerada para instalar alarmes, sensores e câmeras. É preciso verificar como é a iluminação do local para escolher o dispositivo mais apropriado.

Ainda, é necessário que sejam feitos testes durante o dia e a noite para garantir o acionamento de sensores e a boa visibilidade de câmeras.

3. Escolher câmeras de baixa qualidade

Falando em câmeras de segurança, existem muitos modelos oferecidos no mercado. Para garantir a qualidade das imagens registradas é importante priorizar pela escolha de bons equipamentos.

É essencial ter em mente o objetivo da instalação de câmeras: monitorar e identificar situações de risco ou suspeitas. Neste caso, é essencial que o equipamento tenha resolução suficiente para isso.

4. Não organizar e expor cabos e conectores

A organização da infraestrutura do sistema de segurança deve ser feita logo na instalação. Distinguir o cabeamento que corresponde ao aparelho conectado facilita o trabalho de manutenção, de limpeza e de monitoramento.

Além de organizar cabos e conectores é recomendado que eles não fiquem expostos. Cabos soltos em locais de passagem ou desprotegidos da variação climática podem comprometer a eficiência dos equipamentos e a segurança das pessoas em circulação.

5. Instalar o DVR em local inadequado

DRV é o gravador de vídeo digital responsável por armazenar as imagens das câmeras de segurança.

Por ser o equipamento que registra as informações captadas é essencial que ele seja instalado em local seguro e restrito.

Não é indicado que muitas pessoas tenham acesso ao DVR. Além de evitar a consulta das imagens sem autorização, limitar a permissão diminui imprevistos – como a desconexão acidental do sistema.

6. Não ter um sistema de nobreak

Investir em segurança requer atitudes preventivas e uma delas é contar com um sistema de nobreak. Seja para a casa ou para o trabalho, o nobreak garante o funcionamento de alarmes e dispositivos quando falta energia elétrica.

A fonte mantém por um um determinado tempo os equipamentos ligados e em operação.

7. Economizar na instalação

Depois de planejar e escolher os equipamentos mais adequados para o sistema de segurança é fundamental contar com profissionais qualificados para fazer a instalação.

Procure por técnicos e empresas reconhecidas no mercado que ofereçam materiais de instruções e treinamento para as pessoas que terão acesso aos dispositivos de alarmes e câmeras de segurança.

 

Diante dos erros apresentados, fica evidente que para fazer a instalação de sistemas de segurança é preciso passar por etapas importantes. São detalhes técnicos que vão fazer a diferença para manter sua casa e empresa seguras.

Se este post foi útil para você, não deixe de ler também o artigo sobre tendências de segurança eletrônica, e fique por dentro das novidades deste mercado.

A JFL na maior feira de segurança do Brasil – EXPOSEC 2019

Organizada pela Cipa Fiera Milano e realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança – Abese, a Feira Internacional de Segurança EXPOSEC é o maior evento do setor de Segurança no país. Ela reúne os lançamentos mais recentes em tecnologia, produtos e serviços para segurança, automação, inteligência industrial, etc.

A EXPOSEC é uma grande vitrine para os produtos desse segmento e, mais uma vez, a JFL estará presente expondo os seus lançamentos para compradores nacionais e internacionais, tendo a oportunidade de expandir ainda mais sua comercialização fora do País.

A feira é uma ótima ocasião para se conhecer lançamentos e tendências, além de ser o ambiente perfeito para conhecer novas empresas e desenvolver parcerias.

A importância da EXPOSEC

A EXPOSEC, como já mencionado, é a maior feira do setor de segurança do País. Ela tem visibilidade internacional, reunindo os maiores expositores do segmento de segurança do mundo e isso traz uma grande visibilidade para as empresas participantes.

As vantagens, entre tantas outras, podem ser:

  • Conhecer os produtos e lançamentos dos concorrentes com maiores detalhes.
  • Aumentar a visibilidade dos produtos atingindo diretamente o público interessado.
  • Networking com empresas parceiras e compradores nacionais e internacionais.
  • Ampliar redes de parcerias com as grandes empresas de Segurança.

 

A JFL

Presente há 19 anos na EXPOSEC, a JFL Alarmes traz para a feira desse ano, lançamentos na linha de centrais de alarmes, eletrificadores, módulos PGM, sensores passivos, vídeo porteiros, porteiros eletrônicos e automatizadores, todos esses produtos que facilitarão o dia a dia do usuário e com vantagens na facilidade de instalação.

Conheça os lançamentos para 2019:

 Active-20 Bus – Central de alarme com capacidade para até 32 zonas ligadas com apenas 1 par de fios através da tecnologia Bus (barramento) e acesso via aplicativo celular, ela é ideal para residências e galerias. Possui ainda saída para automatização (PGM) e receptor de controle remoto e sensor sem fio integrado. Uma central completa com tecnologia de ponta que permite economia de fiação, mão de obra e tempo.

Eletrificadores ECR-18 Plus (0,5J) e ECR-18i Plus (4J) – O grande diferencial desses modelos para os anteriores é a possibilidade de integração direta do módulo Ethernet (ME-04), sem a necessidade de associar uma central de alarme compatível com aplicativo para Smartphone e tablet. Para facilitar ainda mais a instalação, a nova linha de eletrificadores da JFL conta com a função reconhecimento de perímetro. Através de um algoritmo inteligente, o eletrificador analisa o comprimento da cerca (perímetro) e ajusta automaticamente a sensibilidade de disparo. Dessa forma a instalação fica mais rápida e segura, não sendo necessário o ajuste manual.

Módulos PGM-404 Bus e PGM-101 Duo – PGM-404 Bus, com tecnologia de Bus, possui 4 saídas PGMs programáveis. Também o módulo sem fio PGM-101 Duo, com tecnologia Duo, possui 1 saída PGM e alcance de até 100 metros sem obstáculos.

LZ-530 SF – A linha de sensores infravermelhos passivos LZ apresenta o LZ-530 SF que conta com sensor sem fio PET PIR Dual. Sua lente especial permite detecção de até 12 metros e ângulo de 115º. A distância entre o sensor e a central é de até 100 metros.

CHD-8030 Dome (dome) e CHD-8030 (bullet) – Na linha de CFTV a JFL Alarmes tem diversos lançamentos, destacando dentre esses, a linha com uma incrível resolução de 8MP. CHD-8030 Dome (dome) e CHD-8030 (bullet) são câmeras com tecnologia 4 em1, lente de 2.8mm, DWDR, IR inteligente e menu OSD. Os gravadores são DHD-8008 (8 canais) e DHD-8016 (16 canais), ambos com acesso via nuvem (P2P), armazenamento econômico (tecnologia H.265+) e tecnologia PentaFlex.

Porteiros eletrônicos PEC-1T ID (1 tecla) e PEC-13T ID (13 teclas) – A linha de porteiros eletrônicos com tecnologia RFID é composto pelo PEC-1T ID (1 tecla) e PEC-13T ID (13 teclas). Eles possibilitam o acesso através de Tags (chaveiro), basta encostar a Tag no porteiro que o portão é aberto na hora. É possível cadastrar em cada um deles até 1.600 Tags.

Vídeo porteiro VP-500 – A nova versão do VP-500 traz grandes novidades. A imagem do display do VP-500 surpreende pela nitidez, isso é possível pela captação da imagem através de uma câmera de alta qualidade no módulo externo. Por falar em módulo externo, ele está totalmente diferente nessa nova versão, muito mais moderno, com traços arrojados e inovadores.

Automatização – A RLG Automatizadores, empresa do grupo JFL Alarmes, traz este ano uma linha renovada, com equipamentos que surpreenderão o mercado de automatizadores para portões. Unimos a expertise da RLG Automatizadores com mecânica robusta e a alta qualidade da eletrônica da JFL Alarmes, o resultado dessa soma são equipamentos que atendem a busca do mercado pela durabilidade e eficiência.

A Série 200 é uma série para quem busca qualidade, durabilidade e economia. Ela é composta pelo DR-200 Lite (1/5 CV), DR-200 (1/4 CV), DR-200 Max (1/3 CV) e DR-200 Max Speed (1/3 CV com inversora). A Série 300 (cremalheira) é indicada para clientes que precisam de robustez e alta durabilidade composta pelo DR-300 (1/4 CV), DR-300 Max (1/3 CV) e DR-300 Max Speed (1/3 CV com inversora). Já a Série 300 (corrente) é para quem quer performance e durabilidade incomparável, é composta pelo DC-300 (1/4 CV), DC-300 Max (1/3 CV) e DC-300 Max Speed (1/3 CV com inversora).

Além dos motores, estamos lançando também uma série de placas de comando universal, ou seja, para quem já tem um motor, mas quer um sistema inteligente, com características que facilitam o dia a dia. A série é composta pelas placas QC-1000, QC5000 Speed (para quem quer portão com abertura e fechamento rápido) e QC-2000 Contatora (para portões mais robustos).

Conheça esses e outros produtos em https://jflalarmes.com.br/

Organizada pela Cipa Fiera Milano e realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança – Abese, a Feira Internacional de Segurança EXPOSEC é o maior evento do setor de Segurança no país. Ela reúne os lançamentos mais recentes em tecnologia, produtos e serviços para segurança, automação, inteligência industrial, etc.

A EXPOSEC é uma grande vitrine para os produtos desse segmento e, mais uma vez, a JFL estará presente expondo os seus lançamentos para compradores nacionais e internacionais, tendo a oportunidade de expandir ainda mais sua comercialização fora do País.

A feira é uma ótima ocasião para se conhecer lançamentos e tendências, além de ser o ambiente perfeito para conhecer novas empresas e desenvolver parcerias.

Conheça esses e outros produtos em https://jflalarmes.com.br/

O que seu condomínio precisa para se manter seguro?

Ultimamente nem mesmo os condomínios – que sempre foram vistos como uma solução segura de moradia – estão livres da ação de criminosos.

Segundo especialistas, a maioria dos assaltos a condomínios estão relacionados a falta de planejamento e implementação inadequada de sistemas de segurança.

Planejamento e implementação de sistemas de segurança

São muitos os tipos de soluções que podem trabalhar em conjunto com os funcionários do condomínio e garantir, assim, maior controle. Para tanto, o investimento em soluções de qualidade em segurança eletrônica é fundamental, e não se pode esquecer que todo investimento em maquinário deve estar atrelado a manutenções constantes, treinamentos de toda a equipe e também dos condôminos.

Que tal descobrir algumas soluções que fazem diferença quando o assunto é proteção?

Um bom sistema de segurança eletrônica em um condomínio deve prever, no mínimo, os seguintes itens:

Controle de acesso

O primeiro item a receber atenção especial dos responsáveis pela segurança do condomínio. Tanto o acesso de pedestres, quanto de veículos deve ser feito através de sistemas de controle de acesso específico, visando identificar e controlar a circulação no interior do Condomínio.

Alarmes e sensores de presença

Os alarmes e sensores de presença são os melhores amigos de quem deseja se manter seguro. Todo sistema de segurança deve ter a instalação muito bem planejada desse tipo de dispositivo.

Os sensores e os alarmes podem detectar e monitorar eventuais tentativas de invasão.

Outras soluções, se trabalhadas em conjunto, podem oferecer ainda mais eficiência, como o controle de acesso, as centrais de comunicação, o monitoramento via smartphone entre outras.

 Sistema de CFTV (Câmeras) com gravação

Prevenir, sem dúvida, estar um passo à frente, principalmente quando o que está em jogo são nosso patrimônio e nossa vida. Para tanto, o investimento em sistema de câmeras é necessário.

Dentro de um condomínio, a instalação de câmeras e monitoramento remoto provocam até mudanças de comportamento nos próprios condôminos.

É possível automatizar uma série de funções, como lâmpadas e portões e monitorar garagem, elevadores e principais pontos de circulação.

Detecção de incêndio para condomínios

Quando falamos em segurança, não podemos esquecer que a detecção de incêndio também é uma maneira de proteção, seja pessoal ou patrimonial.

Os sistemas atuais oferecem soluções para condomínios pequenos a grandes.

Eletrificadores (cercas elétricas)

Ouça o conselho de quem fabrica os melhores eletrificadores do Brasil! As cercas elétricas oferecem uma proteção abrangente, até onde os olhos não alcançam, muito eficiente para condomínios.

 Função pânico da central de comunicação condominial

Invista em centrais de comunicação que tenham a função pânico entre suas funções. Através dela os moradores podem receber alertas em caso de emergências, favorecendo ainda mais a segurança de todo o condomínio.

A tecnologia é uma aliada de peso!

A cada dia as funcionalidades se expandem com a evolução dos equipamentos. Então fica a dica: é importante se atualizar quanto as novidades da área de segurança eletrônica.

Lembrando que o investimento em tecnologia favorece a valorização do condomínio, ou seja, reflete no bolso!

A JFL e sua ampla equipe de instaladores em todo o Brasil está preparada para te ajudar quando o assunto é Segurança em Condomínios.

Sua empresa mais segura com JFL Alarmes

Para implantar um sistema de segurança comercial, o ideal é que se determine primeiramente o nível de sofisticação do sistema que você precisa.

Um sistema de segurança para o seu negócio proporciona maior tranquilidade e um ambiente de trabalho mais seguro para você e seus funcionários. Para empresas de pequeno ou médio porte com necessidades mínimas de segurança, um sistema de alarme mais simples pode ser suficiente. No entanto, para empresas com operações mais extensas, um local físico maior, mais funcionários ou ativos de alto valor é necessário um sistema de segurança mais sofisticado. Esses sistemas exigem instalação profissional e monitoramento e gerenciamento contínuos.

Os sistemas de segurança abrangem uma gama de configurações autônomas ou integradas que executam uma ou mais dessas funções:

  • Controle de acesso,
  • Vigilância (Câmeras de segurança),
  • Alarmes de incêndio,
  • Gerenciamento de energia,
  • Sensores,
  • Portas e portões eletrônicos,
  • Automação (para controle de temperatura, acionamento de portas e portões, ar condicionado, armar e desarmar alarmes, sensores, e demais equipamentos).

A JFL é reconhecida como a maior fabricante de alarmes e cercas elétrica do Brasil e também como um dos maiores exportadores. Seus produtos são exportados para mais de 15 países, por isso, tem condições de oferecer produtos específicos para as necessidades de segurança das empresas de pequeno, médio e grande porte.

A JFL oferece profissionais de alto nível, bem treinados e qualificados, com total conhecimento dos equipamentos, oferecendo um serviço de qualidade além da confiabilidade da procedência dos produtos.

Ela também é um exemplo de inovação tendo criado uma monitoria, que acompanha e avalia o volume de projetos dos funcionários, incentivando a capacitação e o crescimento dos profissionais.

A empresa possui produtos que desenvolvem todas as funções acima citadas, sendo utilizados em empresas que prezam pela segurança de seu patrimônio e de seus funcionários.

Dentre vários benefícios que os produtos JFL podem oferecer para a sua empresa, estão os normalmente mais utilizados:

Tecnologia habilitada para dispositivos móveis

Smartphones e outros dispositivos móveis hoje são ferramentas comerciais padrão. A JFL oferece a capacidade de controlar seu sistema e receber status de um smartphone ou tablet, acessível por meio de qualquer conexão segura de Internet ou celular.

Saiba mais em https://jflalarmes.com.br/produtos/alarmes/aplicativo-e-software-alarmes/

 

Vídeo de alta definição (8 Megapixel)

Não faz muito tempo que o vídeo não era considerado evidência admissível em muitos tribunais porque as imagens não eram tão nítidas. Hoje, as câmeras de alto megapixel fornecem qualidade de alta definição que não apenas fornece detalhes finos, mas também permite zoom e reprodução quadro a quadro para precisão.

Saiba mais em https://jflalarmes.com.br/produtos/cftv/

 

 Dicas para comprar sistemas de segurança

 Certifique-se de que todo o pessoal-chave saiba como o sistema de segurança funciona, esteja confortável com sua operação e tenha códigos de acesso atualizados.

Dê preferência ao uso de redes sem fio e sistemas de backup de celular, para que não haja interferências ou suspensão de atividades em casos de emergência.

Reduza o custo e o estresse de falsos alarmes realizando a manutenção de seu sistema regularmente. Em particular, verifique os contatos da janela após a limpeza – uma importante fonte de sinais de alarme falso.

Conheça todos os produtos JFL em https://jflalarmes.com.br/

Suporte técnico: conheça os guias e tutoriais da JFL Alarmes

A segurança eletrônica é um nicho de mercado que precisa acompanhar os avanços da tecnologia e as atualizações de fornecedores para estar de acordo com as necessidades de quem compra.

Foi pensando nisso que a JFL Alarmes desenvolveu uma área no seu site com todas as informações para que instaladores tenham acesso às descrições técnicas, tutoriais e guias de seus produtos.

Conheça um pouco mais sobre a seção de suporte técnico, o que ela oferece e como você pode aproveitar mais esta facilidade. Veja!

Área Suporte

Para localizar a seção, basta acessar o site da JFL. Logo na página inicial, a área suporte é exibida no menu principal. Ao clicar na seção, é aberto o menu com as categorias separadas por assuntos ou tipo de material disponibilizado.

Alguns deles são específicos para resolver questões de um determinado produto, enquanto outros itens apresentam uma “biblioteca” com todas as diretrizes para fazer instalações e resolver questões técnicas.

Neste post serão apresentadas as principais categorias e o que você vai encontrar em cada uma delas.

Guias rápidos

Os guias são materiais em texto – geralmente disponiveis em PDF – que servem como instrução para instalar equipamentos, fazer testes, adicionar dispositivos, fazer backup, configurar redes, entre outros.

Os materiais são didáticos, objetivos e ilustrados com as telas correspondentes da atividade que você procura aprender.

Manuais antigos

Sem esquecer dos produtos que já saíram de linha ou foram atualizados, a JFL mantém uma seção com os principais manuais antigos.

Desta forma, quem ainda procura por informações de equipamentos que não lançamentos e já estão no mercado por um bom tempo, pode encontrar nesta seção o manual que procura.

Softwares e Drivers

Para facilitar o acesso e a instalação dos equipamentos de segurança, a equipe da JFL disponibilizou na área de suporte todos os programas e drives necessários para seus produtos.

Vídeos tutoriais

Uma das seções mais dinâmicas do suporte técnico é a dos vídeos tutoriais, que explicam o passo a passo de como fazer instalações e como é o funcionamento de determinados equipamentos.

A seção direciona o usuário para o canal da JFL no Youtube e disponibiliza um menu com muitos vídeos, todos padronizados, informativos e técnicos.

Reset de senha

Como a questão da segurança e da privacidade são assuntos importantes para a JFL, foi pensando nisso que foram construídas essas seções. O instalador tem acesso a diversos serviços para manutenção dos equipamentos de CFTV e centrais de alarme JFL.

Além das seções citadas aqui neste post, existem outras que são muito importantes para quem instala equipamentos de segurança.

Vale ressaltar que a área de suporte é aberta e disponível para qualquer usuário interessado, não tendo necessidade de cadastro prévio ou senha de acesso.

Se você é instalador e ficou interessado pela área de suporte técnico da JFL, saiba que ela está disponível e foi pensada para você.

Agora, se você quer aprofundar seus conhecimentos técnicos, conheça os cursos de capacitação da JFL. São aulas a distância, em ambiente virtual e com certificado. Aproveite e faça a sua inscrição.

 

 

 

Conheça as principais vantagens do repetidor de sinal para dispositivos da linha Duo

As inovações do mercado de segurança eletrônica são essenciais para que a proteção de casas e empresas seja potencializada, e o repetidor de sinal para dispositivos da linha Duo é um equipamento importante para isso.

Se você mora em uma casa ampla ou se preocupa em manter a estrutura de empresas protegida contra invasores, saiba que conhecer os benefícios deste tipo de aparelho pode otimizar o sistema de segurança nestes locais.

Que tal ficar bem informado(a) para melhorar o monitoramento de ambientes que contam com dispositivos sem fio Duo? Leia aqui no post as principais vantagens do repetidor de sinal para dispositivos da linha Duo e descubra como ele colabora com a sua segurança.

Mas, afinal de contas, o que é repetidor de sinal?

O repetidor de sinal é um equipamento que é instalado em sistemas de alarmes sem fio com o objetivo de repetir o sinal e ampliar a cobertura de proteção dos ambientes.

O aparelho é ideal para lugares que apresentam obstáculos capazes de interferir na comunicação do sistema de segurança e ocasionar problemas.

E quais são as principais vantagens do repetidor de sinal?

Para quem conta com sistemas de alarme para preservar ambientes e locais protegidos, é fundamental saber que o dispositivo potencializa o monitoramento, pois aumenta o alcance, amplia as possibilidades e, consequentemente, otimiza a segurança.

Acompanhe abaixo outras informações sobre essas características.

Mais alcance

Um dos principais benefícios do repetidor é promovido pelos seus componentes: o aparelho conta com uma antena robusta e de alta sensibilidade que envia e recebe o sinal dos dispositivos sem fio com muita eficiência. Assim, é possível instalar equipamentos sem fio Duo em locais ainda mais distantes da central de alarme, ampliando o alcance do sistema de segurança.

Menos obstáculos

Alguns locais apresentam obstáculos que ocasionam interferências no sistema de segurança, e são verdadeiros desafios para técnicos, moradores e responsáveis por manter locais protegidos. Prédios de empresas e casas mais amplas podem apresentar problemas como esse se o sistema não for bem pensado e se não contar com os dispositivos adequados.

É para resolver questões como essas que o repetidor de sinal deve ser considerado: em locais nos quais o sinal sofre intervenções possibilita ter um sistema de segurança sem fio com utilização do equipamento.

Mais segurança

Ainda, com o aumento do alcance dos dispositivos sem fio e com menos interferência no envio e recebimento de sinais, o repetidor de sinal potencializa a segurança do local. É uma excelente alternativa para aumentar a proteção de um determinado ambiente que conta com sensores de alarmes sem fio.

Vale lembrar que as alternativas para intensificar o monitoramento são sempre válidas. Além de promover a segurança, é possível aproveitar a estrutura já existente de sensores de alarmes.

E você, achou interessante as vantagens do repetidor de sinal para dispositivos da linha Duo? Percebeu como ele é um importante aliado para quem utiliza sistema de segurança sem fio Duo?

Aproveite que você conheceu mais sobre as vantagens do dispositivo, suas características e fique por dentro das opções de produtos disponíveis no mercado, como o repetidor de sensor MRP1, da JFL.

Saiba como funciona o nobreak em sistemas de segurança

Todos os sistemas de segurança eletrônica precisam de energia elétrica para o funcionamento adequado. Por esse motivo, quando acontecem problemas na rede de eletricidade, os equipamentos de proteção podem ser desativados.

Para evitar que ambientes fiquem vulneráveis em momentos de queda de energia é recomendada a utilização de nobreaks.

Siga a leitura do post e confira como funciona o nobreak em sistemas de segurança. Conheça os conceitos básicos e a importância do aparelho para manter sua casa e empresa protegidas.

O que é nobreak?

O nobreak é o aparelho que tem como principal função regular e fornecer energia quando a rede elétrica não está disponível. Também é conhecido como UPS (uninterruptable power system) ou sistema ininterrupto de potência.

Como funciona o nobreak?

A principal função do nobreak é controlar a eletricidade que é enviada para os equipamentos que estão conectados nele. Moderar a energia evita que eletrônicos sofram danos durante a falta ou variação de luz.

Além de regular, é o nobreak que cede energia para manter sistemas e dispositivos ligados diante de panes na rede de eletricidade.

Quem trabalha na área de tecnologia da informação tem mais aproximação com o termo por ser utilizado com frequência em sistemas corporativos — essenciais para o negócio —  para manter o funcionamento deles.

Os nobreaks são classificados conforme a potência que a bateria interna dispõe. A potência e o número de equipamentos ligados interfere no tempo e no desempenho do aparelho.

Em casos mais pontuais, outros dispositivos são utilizados para auxiliar no controle da energia elétrica, como o filtro de linha e estabilizador.

O filtro de linha — conhecido como régua — controla a corrente que é conduzida para os aparelhos conectados nele. Já o estabilizador, assim como o próprio nome indica, estabiliza a energia e equipara a que entra no aparelho com a que sai.

É importante destacar que a utilização das duas opções apresentadas não suprime a instalação do nobreak. Ainda, nenhuma delas tem a função de seguir fornecendo energia.

Preciso de um nobreak para o sistema de segurança?

Sim! Em ambientes que são monitorados ou precisam continuar seguros mesmo em momentos sem energia, a utilização de um nobreak é essencial.

Além de regular, o aparelho mantém por meio da baterias internas os equipamentos de segurança eletrônica acionados e garante o funcionamento de alarmes, câmeras ou cercas elétricas por um determinado tempo.

Um ponto muito importante e que deve ser considerado para escolher o nobreak ideal é a potência máxima de saída do aparelho. É preciso saber qual a capacidade que o sistema de segurança demanda para optar pelo modelo correto.

Depois de escolher o nobreak, o que mais preciso saber?

Existem duas dicas apropriadas para quem tem interesse em adquirir um nobreak para o sistema de segurança da sua casa ou empresa.

A primeira delas é recorrer a profissionais qualificados para auxiliar na escolha do dispositivo mais indicado. Questões como potencial, modelo, local de instalação devem ser avaliadas de forma criteriosa para evitar inconvenientes.

Além da contratação do profissional, a outra dica é sobre a bateria do nobreak, que deve ser trocada conforme a recomendação do fabricante.

Interessante saber como funciona o nobreak, não é mesmo? Se você está interessado(a) em conhecer outros dicas e ter mais informações para manter sua casa ou empresa segura não pare por aqui.

Nas redes sociais da JFL você tem acesso a muitos outros conteúdos sobre segurança eletrônica, tanto para sua residência, quanto para empresas. Siga o perfil no Facebook e acompanhe.

 

Sistemas de segurança: saiba quando utilizar interfonia residencial e central de comunicação

Para escolher o sistema de segurança mais apropriado para residências, condomínios ou empresas é preciso conhecer as características dos equipamentos e identificar a necessidade do local.

Dependendo do ambiente, existem dispositivos que são mais apropriados para serem instalados que outros.

A interfonia residencial e a central de comunicação são duas opções de segurança eletrônica que devem ser utilizadas em situações distintas para manter a proteção de lugares e pessoas. Confira.

Interfonia residencial

O sistema de interfones residenciais funciona como um telefone para identificar previamente visitantes e autorizar a entrada.

É um equipamento indicado para residências mas também pode ser utilizado em condomínios e em empresas.

Para facilitar a comunicação com quem quer entrar, a interfonia residencial é instalada em casos nos quais o acesso de entrada é distante do local. Casas com quintais e jardins na frente, sem visibilidade e com distanciamento da entrada são exemplos de lugares recomendados para a instalação.

Em empresas, a interfonia serve como barreira para controlar o acesso de funcionários e visitantes. Com a identificação de quem entra é possível inibir assaltos e tomar atitudes preventivas em situações suspeitas.

Basicamente, o sistema de interfonia  conta com um painel externo instalado na entrada do local conectado a um telefone fixado na parte interna do imóvel. A comunicação é feita por áudio.

Os modelos de equipamentos de interfonia possuem tecnologias diferentes. Alguns contam com acionamentos em touch sense, o que evita problemas de desgaste, travamentos e teclas quebradas.

Ainda, podem contar com sensor de abertura para identificar quando o portão permanece aberto por esquecimento ou propositalmente.

É válido ressaltar que esse tipo de equipamento não permite outros ramais para comunicação. Porém, tem a opção de serem instaladas extensões para aumentar os pontos de atendimento quando o interfone é acionado.

Central de comunicação

Diferente dos interfones residenciais, as centrais de comunicação são sistemas de segurança que possibilitam a conexão com outros ramais.

É uma solução indicada para prédios e condomínios que necessitem de comunicação pontual com diferentes ambientes, como apartamentos e salas comerciais.

A tecnologia utilizada nas centrais de comunicação permite também a intercomunicação de moradores e condôminos, sendo possível interfonar diretamente para cada apartamento ou sala.

O número de ramais que o equipamento suporta varia conforme o modelo. Como exemplo, para locais de médio porte existem modelos com 17 ramais disponíveis. Já para grandes empreendimentos, exemplares com mais de 140 pontos são os procurados.

Para a instalação e monitoramento das centrais de comunicação é importante optar por fornecedores que contam com softwares específicos para a funcionalidade e que tenham bom desempenho.

Pelo software é possível acessar funções importantes, como fazer a programação de ramais flexíveis, permissões e senhas.

Manter ambientes protegidos deve ser prioridade para quem faz a gestão de condomínios e empresas, assim como para moradores residenciais.

Os interfones residenciais e as centrais de comunicação são exemplos de sistemas eficientes e que facilitam o dia a dia de moradores e funcionários.

Para não ter dúvidas na hora de contratar o sistema de segurança mais apropriado, consulte uma empresa especializada, tire suas dúvidas e instale os equipamentos mais adequados.

Os 7 erros mais comuns na instalação de alarmes e dispositivos de segurança

Para manter residências e empresas protegidas é preciso acompanhar todas as etapas da implantação de um sistema de segurança.

Não basta adquirir bons equipamentos para manter ambientes seguros. É muito importante que eles sejam instalados corretamente para serem efetivos.

Neste post, você vai conhecer os erros mais comuns cometidos por quem instala dispositivos de segurança. São 7 itens que devem ser evitados para zelar pela segurança do local.

1. Iniciar a instalação sem planejamento

Planejar a implantação do sistema de segurança é fundamental para que a instalação seja feita de forma correta.

O mapeamento das áreas que serão protegidas, as soluções mais assertivas e os equipamentos necessários são identificados no planejamento.

Além disso, é nesta etapa que os locais para os dispositivos de segurança são definidos, assim como os recursos que serão utilizados.

2. Não verificar a iluminação

A incidência de luz é uma questão técnica que deve ser considerada para instalar alarmes, sensores e câmeras. É preciso verificar como é a iluminação do local para escolher o dispositivo mais apropriado.

Ainda, é necessário que sejam feitos testes durante o dia e a noite para garantir o acionamento de sensores e a boa visibilidade de câmeras.

3. Escolher câmeras de baixa qualidade

Falando em câmeras de segurança, existem muitos modelos oferecidos no mercado. Para garantir a qualidade das imagens registradas é importante priorizar pela escolha de bons equipamentos.

É essencial ter em mente o objetivo da instalação de câmeras: monitorar e identificar situações de risco ou suspeitas. Neste caso, é essencial que o equipamento tenha resolução suficiente para isso.

4. Não organizar e expor cabos e conectores

A organização da infraestrutura do sistema de segurança deve ser feita logo na instalação. Distinguir o cabeamento que corresponde ao aparelho conectado facilita o trabalho de manutenção, de limpeza e de monitoramento.

Além de organizar cabos e conectores é recomendado que eles não fiquem expostos. Cabos soltos em locais de passagem ou desprotegidos da variação climática podem comprometer a eficiência dos equipamentos e a segurança das pessoas em circulação.

5. Instalar o DVR em local inadequado

DRV é o gravador de vídeo digital responsável por armazenar as imagens das câmeras de segurança.

Por ser o equipamento que registra as informações captadas é essencial que ele seja instalado em local seguro e restrito.

Não é indicado que muitas pessoas tenham acesso ao DVR. Além de evitar a consulta das imagens sem autorização, limitar a permissão diminui imprevistos – como a desconexão acidental do sistema.

6. Não ter um sistema de nobreak

Investir em segurança requer atitudes preventivas e uma delas é contar com um sistema de nobreak. Seja para a casa ou para o trabalho, o nobreak garante o funcionamento de alarmes e dispositivos quando falta energia elétrica.

A fonte mantém por um um determinado tempo os equipamentos ligados e em operação.

7. Economizar na instalação

Depois de planejar e escolher os equipamentos mais adequados para o sistema de segurança é fundamental contar com profissionais qualificados para fazer a instalação.

Procure por técnicos e empresas reconhecidas no mercado que ofereçam materiais de instruções e treinamento para as pessoas que terão acesso aos dispositivos de alarmes e câmeras de segurança.

 

Diante dos erros apresentados, fica evidente que para fazer a instalação de sistemas de segurança é preciso passar por etapas importantes. São detalhes técnicos que vão fazer a diferença para manter sua casa e empresa seguras.

Se este post foi útil para você, não deixe de ler também o artigo sobre tendências de segurança eletrônica, e fique por dentro das novidades deste mercado.

A JFL na maior feira de segurança do Brasil – EXPOSEC 2019

Organizada pela Cipa Fiera Milano e realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança – Abese, a Feira Internacional de Segurança EXPOSEC é o maior evento do setor de Segurança no país. Ela reúne os lançamentos mais recentes em tecnologia, produtos e serviços para segurança, automação, inteligência industrial, etc.

A EXPOSEC é uma grande vitrine para os produtos desse segmento e, mais uma vez, a JFL estará presente expondo os seus lançamentos para compradores nacionais e internacionais, tendo a oportunidade de expandir ainda mais sua comercialização fora do País.

A feira é uma ótima ocasião para se conhecer lançamentos e tendências, além de ser o ambiente perfeito para conhecer novas empresas e desenvolver parcerias.

A importância da EXPOSEC

A EXPOSEC, como já mencionado, é a maior feira do setor de segurança do País. Ela tem visibilidade internacional, reunindo os maiores expositores do segmento de segurança do mundo e isso traz uma grande visibilidade para as empresas participantes.

As vantagens, entre tantas outras, podem ser:

  • Conhecer os produtos e lançamentos dos concorrentes com maiores detalhes.
  • Aumentar a visibilidade dos produtos atingindo diretamente o público interessado.
  • Networking com empresas parceiras e compradores nacionais e internacionais.
  • Ampliar redes de parcerias com as grandes empresas de Segurança.

 

A JFL

Presente há 19 anos na EXPOSEC, a JFL Alarmes traz para a feira desse ano, lançamentos na linha de centrais de alarmes, eletrificadores, módulos PGM, sensores passivos, vídeo porteiros, porteiros eletrônicos e automatizadores, todos esses produtos que facilitarão o dia a dia do usuário e com vantagens na facilidade de instalação.

Conheça os lançamentos para 2019:

 Active-20 Bus – Central de alarme com capacidade para até 32 zonas ligadas com apenas 1 par de fios através da tecnologia Bus (barramento) e acesso via aplicativo celular, ela é ideal para residências e galerias. Possui ainda saída para automatização (PGM) e receptor de controle remoto e sensor sem fio integrado. Uma central completa com tecnologia de ponta que permite economia de fiação, mão de obra e tempo.

Eletrificadores ECR-18 Plus (0,5J) e ECR-18i Plus (4J) – O grande diferencial desses modelos para os anteriores é a possibilidade de integração direta do módulo Ethernet (ME-04), sem a necessidade de associar uma central de alarme compatível com aplicativo para Smartphone e tablet. Para facilitar ainda mais a instalação, a nova linha de eletrificadores da JFL conta com a função reconhecimento de perímetro. Através de um algoritmo inteligente, o eletrificador analisa o comprimento da cerca (perímetro) e ajusta automaticamente a sensibilidade de disparo. Dessa forma a instalação fica mais rápida e segura, não sendo necessário o ajuste manual.

Módulos PGM-404 Bus e PGM-101 Duo – PGM-404 Bus, com tecnologia de Bus, possui 4 saídas PGMs programáveis. Também o módulo sem fio PGM-101 Duo, com tecnologia Duo, possui 1 saída PGM e alcance de até 100 metros sem obstáculos.

LZ-530 SF – A linha de sensores infravermelhos passivos LZ apresenta o LZ-530 SF que conta com sensor sem fio PET PIR Dual. Sua lente especial permite detecção de até 12 metros e ângulo de 115º. A distância entre o sensor e a central é de até 100 metros.

CHD-8030 Dome (dome) e CHD-8030 (bullet) – Na linha de CFTV a JFL Alarmes tem diversos lançamentos, destacando dentre esses, a linha com uma incrível resolução de 8MP. CHD-8030 Dome (dome) e CHD-8030 (bullet) são câmeras com tecnologia 4 em1, lente de 2.8mm, DWDR, IR inteligente e menu OSD. Os gravadores são DHD-8008 (8 canais) e DHD-8016 (16 canais), ambos com acesso via nuvem (P2P), armazenamento econômico (tecnologia H.265+) e tecnologia PentaFlex.

Porteiros eletrônicos PEC-1T ID (1 tecla) e PEC-13T ID (13 teclas) – A linha de porteiros eletrônicos com tecnologia RFID é composto pelo PEC-1T ID (1 tecla) e PEC-13T ID (13 teclas). Eles possibilitam o acesso através de Tags (chaveiro), basta encostar a Tag no porteiro que o portão é aberto na hora. É possível cadastrar em cada um deles até 1.600 Tags.

Vídeo porteiro VP-500 – A nova versão do VP-500 traz grandes novidades. A imagem do display do VP-500 surpreende pela nitidez, isso é possível pela captação da imagem através de uma câmera de alta qualidade no módulo externo. Por falar em módulo externo, ele está totalmente diferente nessa nova versão, muito mais moderno, com traços arrojados e inovadores.

Automatização – A RLG Automatizadores, empresa do grupo JFL Alarmes, traz este ano uma linha renovada, com equipamentos que surpreenderão o mercado de automatizadores para portões. Unimos a expertise da RLG Automatizadores com mecânica robusta e a alta qualidade da eletrônica da JFL Alarmes, o resultado dessa soma são equipamentos que atendem a busca do mercado pela durabilidade e eficiência.

A Série 200 é uma série para quem busca qualidade, durabilidade e economia. Ela é composta pelo DR-200 Lite (1/5 CV), DR-200 (1/4 CV), DR-200 Max (1/3 CV) e DR-200 Max Speed (1/3 CV com inversora). A Série 300 (cremalheira) é indicada para clientes que precisam de robustez e alta durabilidade composta pelo DR-300 (1/4 CV), DR-300 Max (1/3 CV) e DR-300 Max Speed (1/3 CV com inversora). Já a Série 300 (corrente) é para quem quer performance e durabilidade incomparável, é composta pelo DC-300 (1/4 CV), DC-300 Max (1/3 CV) e DC-300 Max Speed (1/3 CV com inversora).

Além dos motores, estamos lançando também uma série de placas de comando universal, ou seja, para quem já tem um motor, mas quer um sistema inteligente, com características que facilitam o dia a dia. A série é composta pelas placas QC-1000, QC5000 Speed (para quem quer portão com abertura e fechamento rápido) e QC-2000 Contatora (para portões mais robustos).

Conheça esses e outros produtos em https://jflalarmes.com.br/

Organizada pela Cipa Fiera Milano e realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança – Abese, a Feira Internacional de Segurança EXPOSEC é o maior evento do setor de Segurança no país. Ela reúne os lançamentos mais recentes em tecnologia, produtos e serviços para segurança, automação, inteligência industrial, etc.

A EXPOSEC é uma grande vitrine para os produtos desse segmento e, mais uma vez, a JFL estará presente expondo os seus lançamentos para compradores nacionais e internacionais, tendo a oportunidade de expandir ainda mais sua comercialização fora do País.

A feira é uma ótima ocasião para se conhecer lançamentos e tendências, além de ser o ambiente perfeito para conhecer novas empresas e desenvolver parcerias.

Conheça esses e outros produtos em https://jflalarmes.com.br/

O que seu condomínio precisa para se manter seguro?

Ultimamente nem mesmo os condomínios – que sempre foram vistos como uma solução segura de moradia – estão livres da ação de criminosos.

Segundo especialistas, a maioria dos assaltos a condomínios estão relacionados a falta de planejamento e implementação inadequada de sistemas de segurança.

Planejamento e implementação de sistemas de segurança

São muitos os tipos de soluções que podem trabalhar em conjunto com os funcionários do condomínio e garantir, assim, maior controle. Para tanto, o investimento em soluções de qualidade em segurança eletrônica é fundamental, e não se pode esquecer que todo investimento em maquinário deve estar atrelado a manutenções constantes, treinamentos de toda a equipe e também dos condôminos.

Que tal descobrir algumas soluções que fazem diferença quando o assunto é proteção?

Um bom sistema de segurança eletrônica em um condomínio deve prever, no mínimo, os seguintes itens:

Controle de acesso

O primeiro item a receber atenção especial dos responsáveis pela segurança do condomínio. Tanto o acesso de pedestres, quanto de veículos deve ser feito através de sistemas de controle de acesso específico, visando identificar e controlar a circulação no interior do Condomínio.

Alarmes e sensores de presença

Os alarmes e sensores de presença são os melhores amigos de quem deseja se manter seguro. Todo sistema de segurança deve ter a instalação muito bem planejada desse tipo de dispositivo.

Os sensores e os alarmes podem detectar e monitorar eventuais tentativas de invasão.

Outras soluções, se trabalhadas em conjunto, podem oferecer ainda mais eficiência, como o controle de acesso, as centrais de comunicação, o monitoramento via smartphone entre outras.

 Sistema de CFTV (Câmeras) com gravação

Prevenir, sem dúvida, estar um passo à frente, principalmente quando o que está em jogo são nosso patrimônio e nossa vida. Para tanto, o investimento em sistema de câmeras é necessário.

Dentro de um condomínio, a instalação de câmeras e monitoramento remoto provocam até mudanças de comportamento nos próprios condôminos.

É possível automatizar uma série de funções, como lâmpadas e portões e monitorar garagem, elevadores e principais pontos de circulação.

Detecção de incêndio para condomínios

Quando falamos em segurança, não podemos esquecer que a detecção de incêndio também é uma maneira de proteção, seja pessoal ou patrimonial.

Os sistemas atuais oferecem soluções para condomínios pequenos a grandes.

Eletrificadores (cercas elétricas)

Ouça o conselho de quem fabrica os melhores eletrificadores do Brasil! As cercas elétricas oferecem uma proteção abrangente, até onde os olhos não alcançam, muito eficiente para condomínios.

 Função pânico da central de comunicação condominial

Invista em centrais de comunicação que tenham a função pânico entre suas funções. Através dela os moradores podem receber alertas em caso de emergências, favorecendo ainda mais a segurança de todo o condomínio.

A tecnologia é uma aliada de peso!

A cada dia as funcionalidades se expandem com a evolução dos equipamentos. Então fica a dica: é importante se atualizar quanto as novidades da área de segurança eletrônica.

Lembrando que o investimento em tecnologia favorece a valorização do condomínio, ou seja, reflete no bolso!

A JFL e sua ampla equipe de instaladores em todo o Brasil está preparada para te ajudar quando o assunto é Segurança em Condomínios.

Sua empresa mais segura com JFL Alarmes

Para implantar um sistema de segurança comercial, o ideal é que se determine primeiramente o nível de sofisticação do sistema que você precisa.

Um sistema de segurança para o seu negócio proporciona maior tranquilidade e um ambiente de trabalho mais seguro para você e seus funcionários. Para empresas de pequeno ou médio porte com necessidades mínimas de segurança, um sistema de alarme mais simples pode ser suficiente. No entanto, para empresas com operações mais extensas, um local físico maior, mais funcionários ou ativos de alto valor é necessário um sistema de segurança mais sofisticado. Esses sistemas exigem instalação profissional e monitoramento e gerenciamento contínuos.

Os sistemas de segurança abrangem uma gama de configurações autônomas ou integradas que executam uma ou mais dessas funções:

  • Controle de acesso,
  • Vigilância (Câmeras de segurança),
  • Alarmes de incêndio,
  • Gerenciamento de energia,
  • Sensores,
  • Portas e portões eletrônicos,
  • Automação (para controle de temperatura, acionamento de portas e portões, ar condicionado, armar e desarmar alarmes, sensores, e demais equipamentos).

A JFL é reconhecida como a maior fabricante de alarmes e cercas elétrica do Brasil e também como um dos maiores exportadores. Seus produtos são exportados para mais de 15 países, por isso, tem condições de oferecer produtos específicos para as necessidades de segurança das empresas de pequeno, médio e grande porte.

A JFL oferece profissionais de alto nível, bem treinados e qualificados, com total conhecimento dos equipamentos, oferecendo um serviço de qualidade além da confiabilidade da procedência dos produtos.

Ela também é um exemplo de inovação tendo criado uma monitoria, que acompanha e avalia o volume de projetos dos funcionários, incentivando a capacitação e o crescimento dos profissionais.

A empresa possui produtos que desenvolvem todas as funções acima citadas, sendo utilizados em empresas que prezam pela segurança de seu patrimônio e de seus funcionários.

Dentre vários benefícios que os produtos JFL podem oferecer para a sua empresa, estão os normalmente mais utilizados:

Tecnologia habilitada para dispositivos móveis

Smartphones e outros dispositivos móveis hoje são ferramentas comerciais padrão. A JFL oferece a capacidade de controlar seu sistema e receber status de um smartphone ou tablet, acessível por meio de qualquer conexão segura de Internet ou celular.

Saiba mais em https://jflalarmes.com.br/produtos/alarmes/aplicativo-e-software-alarmes/

 

Vídeo de alta definição (8 Megapixel)

Não faz muito tempo que o vídeo não era considerado evidência admissível em muitos tribunais porque as imagens não eram tão nítidas. Hoje, as câmeras de alto megapixel fornecem qualidade de alta definição que não apenas fornece detalhes finos, mas também permite zoom e reprodução quadro a quadro para precisão.

Saiba mais em https://jflalarmes.com.br/produtos/cftv/

 

 Dicas para comprar sistemas de segurança

 Certifique-se de que todo o pessoal-chave saiba como o sistema de segurança funciona, esteja confortável com sua operação e tenha códigos de acesso atualizados.

Dê preferência ao uso de redes sem fio e sistemas de backup de celular, para que não haja interferências ou suspensão de atividades em casos de emergência.

Reduza o custo e o estresse de falsos alarmes realizando a manutenção de seu sistema regularmente. Em particular, verifique os contatos da janela após a limpeza – uma importante fonte de sinais de alarme falso.

Conheça todos os produtos JFL em https://jflalarmes.com.br/