fbpx

Dicas de segurança para casa compartilhada

É muito comum, principalmente para jovens e viajantes, optar por casas compartilhadas para morar ou ficar hospedado durante um determinado período de tempo. Este formato de moradia requer alguns cuidados de segurança importantes para que nenhum incidente ou problema aconteça.

Que tal saber um pouco mais como utilizar a tecnologia para manter locais compartilhados protegidos, com privacidade e hóspedes tranquilos? Leia neste post algumas dicas de dispositivos que colaboram com a segurança de locais como esse.

Afinal, o que são casas compartilhadas?

Também conhecidos como rommates, que em tradução para o português significa colega de quarto, são pessoas que compartilham o mesmo espaço para morar ou para ficar hospedado. O termo faz referência a pessoas que alugam quartos em casas e apartamentos nos quais as dependências comuns são divididas com outros moradores.

E não se engane! Este conceito não fica restrito a jovens e estudantes. Atualmente, as casas compartilhadas são tendência nas grandes cidades, e os motivos são os mais diversos: dividir contas, ter companhia, proximidade do local de trabalho, preocupação com economia mais sustentável, etc.

Como manter casas compartilhadas seguras?

Imagine morar em um local no qual circulam diferentes pessoas que, na maioria dos casos, começam a morar sem conhecer o colega de quarto? Fica evidente que algumas dicas de segurança são fundamentais para que o ambiente permaneça seguro, não é mesmo?

Acompanhe algumas dicas de dispositivos tecnológicos que auxiliam neste processo:

Porteiro eletrônico

Ao instalar um porteiro eletrônico na casa compartilhada, o acesso fica restrito aos moradores que sabem a senha ou estão na posse de chaveiro RFID, acionado por aproximação.

Este dispositivo pode ser instalado no acesso comum e principal do local e até mesmo na porta de cada um dos quartos dos moradores, garantindo que a entrada de estranhos não seja permitida.

Ainda, é comum que o aparelho conte com um aviso de violação. Assim, é emitido um som semelhante a uma sirene e ocorre o bloqueio da fechadura em casos de arrombamento.

Câmeras de segurança

Pensando nas áreas comuns das casas compartilhadas, as câmeras de segurança são equipamentos interessantes para auxiliar na segurança e manter a tranquilidade dos moradores.

Instaladas nos ambientes comuns, como sala e cozinha, o dispositivo possibilita registrar e monitorar as atividades de quem frequenta o local.

Central de alarme de incêndio

Para evitar acidentes com fogo, a central de alarme de incêndio é a alternativa ideal e mais eficaz. Ela é responsável por monitorar os dispositivos do sistema de incêndio, receber a informação que identifica a fumaça provocada no ambiente e acionar o alarme.

Vale lembrar que na casa compartilhada cada pessoa faz suas atividades, tem seus hábitos e rotina. Um fósforo mal apagado ou uma panela esquecida no fogão podem ocasionar incêndio, colocando em risco a casa e os demais moradores.

Se você achou interessante o modelo de casa compartilhada, não esqueça de verificar a segurança do local antes mesmo de escolher sua moradia ou hospedagem.

Para isso, procure por soluções que facilitem o dia a dia e que possibilitem manter o controle de acesso nas dependências da casa, apartamento ou até do seu quarto.

Gostou deste post. Compartilhe agora mesmo nas redes sociais!

 

Cercas elétricas: legislação e normas importantes

Para quem acompanha este blog já sabe que cercas elétricas são utilizadas frequentemente em casas, empresas e propriedades rurais, e que conta com eletrificadores que emitem uma corrente elétrica pelos fios que contornam o perímetro protegido.

Porém, é importante ficar atento para outra questão das cercas elétricas: legislação e normas importantes para a instalação!

Se você pretende instalar este tipo de dispositivo de segurança, fique atento! Conheça um pouco mais sobre as orientações e cuidados necessários para que nenhum problema aconteça.

Legislação brasileira para instalação de cercas elétricas

Desde o ano de 2008 está em vigor no Brasil uma norma técnica pronunciada pela ABNT — Associação Brasileira de Normas Técnicas — que trata da segurança de eletrificadores de cerca.

Ainda no mesmo ano, uma lei (n° 3.080) que traz outras orientações importantes para que as cercas elétricas sejam instaladas com segurança foi sancionada e atualizada em 2017.

Acompanhe abaixo os principais pontos e considerações apontadas na legislação:

  • a lei estabelece os cuidados e procedimentos que devem ser observados pelo proprietário ou morador de imóvel, localizado em zona urbana e rural, que possua ou venha a instalar cerca eletrificada ou energizada;
  • os serviços, a implantação e manutenção da cerca eletrificada deverão ser realizados por empresa ou profissional legalmente habilitado;
  • o primeiro fio eletrificado deverá estar a uma altura compatível com a finalidade da cerca eletrificada, sendo que em áreas urbanas deverá ser observada uma altura mínima de dois metros e dez centímetros entre o primeiro fio eletrificado e o piso externo à cerca;
  • o equipamento instalado para energizar a cerca deverá prover choque pulsativo em corrente contínua, com amperagem que não seja mortal;
  • os limites máximos do aparelho devem ser: tensão: 11.000 V. (onze mil Volts); corrente: 5 mA (cinco miliampéres); duração do pulso: 10 mseg. (dez milisegundos);
  • fixação na cerca eletrificada, em lugar visível, com placas de aviso que alertem sobre o perigo iminente de choque e que contenham símbolos que possibilitem a sua compreensão por todas as pessoas;
  • a manutenção das instalações deverá ser realizada em intervalo de tempo não superior a doze meses;
  • Atenção com a proximidade de estruturas de gás: é vedada a instalação de cercas eletrificadas a menos de três metros de recipientes de gás liquefeito de petróleo;
  • As placas de aviso devem ser visíveis em ambos os lados da cerca elétrica, no mínimo, a cada quatro metros de distância, quando a cerca eletrificada se encontrar ao lado de via pública, e a cada dez metros, nas demais hipóteses;
  • Ainda sobre as placas, elas devem ter dimensões mínimas de quinze centímetros de altura por trinta centímetros de largura;

Vale ressaltar que além da legislação apresentada, existem algumas normas que são de âmbito municipal. Sempre consulte as leis da sua cidade para não deixar qualquer orientação de lado.

Cercas elétricas: legislação prevê multa para inconformidades

Atenção! Para quem não cumpre com as exigências de segurança determinadas pelas normas da ABNT e pela lei federal fica propenso a penalidades. No caso de descumprimento, o proprietário do imóvel ou da área protegida pode ser penalizado com multa de dez mil reais.

Em casos nos quais existe a reincidência, a multa é aplicada em dobro, somando vinte mil reais como forma de advertência ao dono da casa, empresa ou propriedade rural.

Se você tem interesse em contar com este tipo de dispositivo de segurança anote os cuidados para instalar corretamente cercas elétricas: legislação respeitada, profissionais qualificados e aparelhos adequados.

Aproveite que você está interessado pelo assunto e siga a leitura aqui no blog com o post “Conheça os benefícios do eletrificador para cerca elétrica controlado remotamente”.

 

 

 

RLG Automatizadores: o motor para portão ideal para sua casa ou empresa

O conforto e a segurança de residências são dois fatores potencializados com a utilização de equipamentos como o motor para portão.

Chegar em casa sem a necessidade de sair do carro para abrir o portão é uma solução que, diante da criminalidade dos dias atuais e da rotina intensa de atividades diárias, aumenta a segurança e agiliza o acesso de quem mora no local.

Porém, não é qualquer modelo de motor que atenda todas as expectativas. Os motores da marca RLG Automatizadores saem na frente quando o assunto é tecnologia e praticidade.

Acompanhe neste post os principais motivos para investir em um motor desta marca.

RLG Automatizadores

A empresa atua há mais de duas décadas no segmento de automação de portões residenciais e industriais. Com amplas e modernas instalações, tem o foco em produtos robustos e de alta qualidade, o que proporciona segurança aos consumidores.

A RLG disponibiliza assistência técnica especializada e, em 2017, foi adquirida pela JFL Alarmes. Com isso, aumentou sua atuação e respaldo no mercado de segurança eletrônica.

Modelos RLG de motor para portão

A RLG Automatizadores trabalha com 3 tipos de motores que variam conforme o modelo e estrutura do portão. Ainda, tem 2 anos de garantia, alta durabilidade e conta com a expertise da JFL Alarmes para produzir a placa de comando. Veja abaixo os modelos:

1. Basculante

Modelo com abertura e movimentação para cima. É fundamental que o motor para portão basculante seja resistente e potente.

A RLG disponibiliza modelos residenciais e industriais que suportam portões de 500 kg a 2000 kg, e também a versão residencial speed onde o tempo de abertura/fechamento é de apenas 6 segundos*.

2. Deslizante

Com abertura para a lateral, o motor para esse portão não tem necessidade de ser tão potente quanto o modelo anterior. Os modelos para uso residencial costumam suportar até 350kg, enquanto os industriais até 2.000kg.

É importante que o modelo de motor deslizante seja resistente às questões climáticas para evitar que enferrujem, como chuva e maresia.

Uma vantagem que precisa ser ressaltada é que na versão residencial speed, o motor apresenta abertura/fechamento em 3,5 segundos*.

3. Pivotante

A abertura deste modelo é feita do centro para fora ou para dentro do local no qual está instalado.

Por ter a abertura mais diferenciada, o motor para portão pivotante é um dos mais complexos, precisa ser resistente e muito bem instalado para evite travamentos em contato com o solo.

Dica extra para escolher o motor para portão ideal!

Sempre consulte profissionais qualificados para fazer a escolha do motor mais adequado para o seu portão. Uma dica importante é ficar atento ao peso que o motor consegue operar. Sempre leve isso em consideração para decidir na hora de comprar e instalar o equipamento.

Que tal aproveitar as informações deste post e instalar um motor para portão na sua casa ou empresa?

Não esqueça que a instalação proporciona agilidade para acessar dependências, segurança para moradores e conforto.

Conheça os detalhes de cada modelo da RLG Automatizadores, escolha o mais apropriado para você e mantenha sua tranquilidade ao chegar em casa.

Suporte técnico: conheça os guias e tutoriais da JFL Alarmes

A segurança eletrônica é um nicho de mercado que precisa acompanhar os avanços da tecnologia e as atualizações de fornecedores para estar de acordo com as necessidades de quem compra.

Foi pensando nisso que a JFL Alarmes desenvolveu uma área no seu site com todas as informações para que instaladores tenham acesso às descrições técnicas, tutoriais e guias de seus produtos.

Conheça um pouco mais sobre a seção de suporte técnico, o que ela oferece e como você pode aproveitar mais esta facilidade. Veja!

Área Suporte

Para localizar a seção, basta acessar o site da JFL. Logo na página inicial, a área suporte é exibida no menu principal. Ao clicar na seção, é aberto o menu com as categorias separadas por assuntos ou tipo de material disponibilizado.

Alguns deles são específicos para resolver questões de um determinado produto, enquanto outros itens apresentam uma “biblioteca” com todas as diretrizes para fazer instalações e resolver questões técnicas.

Neste post serão apresentadas as principais categorias e o que você vai encontrar em cada uma delas.

Guias rápidos

Os guias são materiais em texto – geralmente disponiveis em PDF – que servem como instrução para instalar equipamentos, fazer testes, adicionar dispositivos, fazer backup, configurar redes, entre outros.

Os materiais são didáticos, objetivos e ilustrados com as telas correspondentes da atividade que você procura aprender.

Manuais antigos

Sem esquecer dos produtos que já saíram de linha ou foram atualizados, a JFL mantém uma seção com os principais manuais antigos.

Desta forma, quem ainda procura por informações de equipamentos que não lançamentos e já estão no mercado por um bom tempo, pode encontrar nesta seção o manual que procura.

Softwares e Drivers

Para facilitar o acesso e a instalação dos equipamentos de segurança, a equipe da JFL disponibilizou na área de suporte todos os programas e drives necessários para seus produtos.

Vídeos tutoriais

Uma das seções mais dinâmicas do suporte técnico é a dos vídeos tutoriais, que explicam o passo a passo de como fazer instalações e como é o funcionamento de determinados equipamentos.

A seção direciona o usuário para o canal da JFL no Youtube e disponibiliza um menu com muitos vídeos, todos padronizados, informativos e técnicos.

Reset de senha

Como a questão da segurança e da privacidade são assuntos importantes para a JFL, foi pensando nisso que foram construídas essas seções. O instalador tem acesso a diversos serviços para manutenção dos equipamentos de CFTV e centrais de alarme JFL.

Além das seções citadas aqui neste post, existem outras que são muito importantes para quem instala equipamentos de segurança.

Vale ressaltar que a área de suporte é aberta e disponível para qualquer usuário interessado, não tendo necessidade de cadastro prévio ou senha de acesso.

Se você é instalador e ficou interessado pela área de suporte técnico da JFL, saiba que ela está disponível e foi pensada para você.

Agora, se você quer aprofundar seus conhecimentos técnicos, conheça os cursos de capacitação da JFL. São aulas a distância, em ambiente virtual e com certificado. Aproveite e faça a sua inscrição.

 

 

 

Conheça as vantagens de utilizar sistema de segurança sem fio

Wifi e infravermelho são alguns exemplos de conexões que transferem dados sem utilizar cabos, e podem ser aplicadas em sistema de segurança sem fio.

Dependendo dos equipamentos, a distância entre os dispositivos que precisam trocar informações pode ser próxima, e, para os aparelhos mais desenvolvidos, longos espaçamentos também são mantidos seguros e monitoráveis pela conexão.

Sensores e repetidores de sinal podem contar com a tecnologia para interligar equipamentos de redes de segurança e facilitar a instalação e o monitoramento.

Acompanhe neste post as principais vantagens de utilizar sistema de segurança sem fio.

Flexibilidade

Quem conecta sensores sem fio tem a flexibilidade de expandir sua rede de segurança conforme as necessidades apareçam.

Vai fazer uma reforma na sua casa? A adequação do sistema de segurança sem fio para as novas áreas é possível pela possibilidade de ampliar a cobertura sem instalação de cabeamento.

Otimização

Escolher por um sistema de segurança sem fio é uma decisão que otimiza espaço físico e materiais. Cabeamentos, fios, canaletas e a própria estrutura da casa ou da empresa são alguns exemplos do que pode ser economizado.

Instalação

Com a redução de materiais e de espaço, um outro benefício percebido pelos equipamentos conectados sem fio é a instalação. Isso se dá pela facilidade de instalar esses equipamentos, que são práticos e não necessitam de fiação ou alterações na estrutura da casa ou prédio para que funcionem.

Alcance

Os sistemas de segurança sem fio proporcionam um excelente alcance quanto à conexão. Situações nas quais o ambiente apresenta obstáculos, paredes e repartições, o alcance pode ser maximizado com a utilização de repetidores de sinal.

Custos

Se o investimento inicial dos sistemas sem fio é maior que os tradicionais, essa questão é amenizada a longo prazo. A manutenção e ajustes é menor e mais simples, o que reduz custos e otimiza o monitoramento.

Autonomia

Por contarem com baterias próprias, os sistemas de segurança sem fio proporcionam grande autonomia. Ainda, podem ser conectados ao smartphone e serem monitorados de forma remota por moradores e pessoas que fazem a segurança do local.

Segurança

Os equipamentos de segurança sem fio são tão eficientes quanto os tradicionais quando o assunto é segurança. O tipo de conexão impede que o sistema de segurança seja desativado com facilidade, como pode acontecer nos modelos com fios e cabeamentos, que podem ser cortados.

E você, percebeu que as vantagens do sistema de segurança sem fio são muitas e que vale a pena investir para garantir a segurança de seus bens e pelo zelo das pessoas que convivem em um determinado local?

Siga a leitura de conteúdos como este aqui no blog. Leia agora mesmo o post Chaveiro por proximidade: saiba quando usar e os benefícios e saiba mais sobre o assunto.

 

 

 

5 benefícios da resolução 4k em CFTV

A qualidade das imagens reproduzidas por equipamentos eletrônicos – como monitores e televisões – apresenta detalhes das cenas registradas cada vez com mais precisão, e a resolução 4k é uma das aplicações responsáveis por isso.

Também conhecida como ultra alta-definição ou ultra HD, a resolução é considerada umas das soluções com a tecnologia mais atualizada no que faz referência à definição de imagens.

Conheça neste post um pouco mais sobre a resolução 4k e os principais benefícios dela nos circuitos fechados de TV. Boa leitura!

A resolução 4k

Esta resolução transmitida por TVs e monitores apresenta alta densidade de pixels e exibe a imagem em alta qualidade. Para comparar tecnologias, ela possui quatro vezes mais resolução que as telas Full HD.

Tanto na televisão de casa quanto na tela de monitoramento dos circuitos fechados de TV, a resolução 4k resulta em imagens mais nítidas e ricas em detalhes.

Os benefícios da resolução 4K

Para sistemas de segurança que contam com o monitoramento por câmeras, a tecnologia 4k colabora para que o acompanhamento da movimentação de locais protegidos seja feito de forma pontual, detalhada e criteriosa.

Acompanhe abaixo os 5 principais benefícios da resolução quando é aplicada em CFTV.

1. Captura em longa distância

Mesmo que situações suspeitas tenham acontecido em uma certa distância da câmera de segurança, se estiver dentro da área de cobertura do dispositivo, é possível capturar a imagem e identificar detalhes por conta da alta resolução.

2. Nitidez e detalhamento

Talvez seja o principal benefício da resolução 4k para os equipamentos de segurança. Tanto que a questão da nitidez e da clareza dos detalhes reproduzidos já foram citados logo no início deste post.

Em determinadas situações os detalhes podem ser identificados quando o sistema de CFTV conta com a tecnologia para reproduzir imagens.

3. Cores e contrastes

A qualidade das cores e do contraste exibidos pelas TVs e monitores com resolução 4k são mais vivos, brilhantes e com mais destaque.

Isso facilita para que seja feita a identificação de objetos, pessoas e situações de risco ou duvidosas.

4. Funções e recursos

Sobre os recursos dos equipamentos de segurança, é recorrente que as câmeras com resolução 4k apresentem funcionalidades essenciais para uma melhor captação de imagens, como é o caso das funções IR inteligente e DWDR.

5. Cobertura e menos equipamentos

Alguns modelos de câmeras de segurança de alta definição oferecem uma cobertura ampla para monitorar os ambientes.

O alcance do infravermelho da câmera permite a cobertura em locais escuros. Dependendo da aplicação, uma câmera 4K pode até mesmo substituir uma ou mais câmeras de menor resolução.

Se você ainda está na dúvida se deve ou não apostar na resolução 4k para melhorar o monitoramento e a proteção da sua casa, condomínio ou empresa, fale com quem entende do assunto e otimize o circuito fechado de TV de qualquer desses lugares.

A equipe da JFL Alarmes é capacitada para orientar e direcionar o equipamento mais adequado para a sua necessidade. Entre em contato e priorize a sua segurança.

 

 

5 equipamentos essenciais para proteção de áreas internas

Investir em segurança requer a utilização de equipamentos importantes, e para a proteção de áreas internas existem alguns dispositivos que são fundamentais.

Seja para manter os pertences de casa seguros, ou para garantir a segurança nas empresas, contar com sistemas de proteção é uma decisão que facilita o monitoramento do local, o cuidado com objetos e com as pessoas, e colaboram para um ambiente mais tranquilo.

Neste post você vai conhecer os 5 principais equipamentos para manter áreas internas seguras e controladas para evitar invasões e situações indesejadas, como arrombamentos, incêndios e furtos. Acompanhe!

1. Sensor Infravermelho Passivo

Este tipo de sensor identifica movimentos pela variação da temperatura no ambiente.

É um modelo chamado também por sensor de presença. Quando acionado pela entrada de alguma pessoa no ambiente, o sensor envia um sinal para a central de alarme, que por sua vez, aciona a sirene e/ou envia um aviso para a central de monitoramento ou para os celulares cadastrados.

2. Câmera de segurança

A câmera de segurança é um dispositivo utilizado com frequência em áreas externas, mas pode ser instalado em ambientes internos sem restrições.Tanto para promover segurança quanto para monitorar ambientes e atividades em um determinado local, as câmeras cumprem um papel de monitoramento importante para quem precisa acompanhar a movimentação em áreas internas.

3. Sistema de detecção e alarme de incêndio

Evitar incêndios e acidentes com fogo é o principal objetivo deste sistema. Formado por equipamentos e dispositivos como a central de alarmes, ele é responsável por captar a informação que identifica a fumaça provocada no ambiente e aciona alarmes e detectores.

4. Sensor de abertura

São modelos de sensores instalados em locais de acesso, como portas e janelas. Servem para que, em caso de invasão, o equipamento comunica a central de alarmes da situação ocorrida e executa a ação conforme foi programado.

5. Aplicativos

Que a tecnologia é grande aliada da segurança eletrônica você já sabe, certo? Ela proporciona soluções que facilitam o monitoramento de ambientes e a proteção de áreas internas, também.

Existem apps que permitem acessar as câmeras de dentro de casa e monitorar a atividade e o ambiente protegido a partir do smartphone ou tablet.

É sempre válido consultar profissionais que sejam capacitados e que entendam de segurança eletrônica para escolher os equipamentos mais adequados para proteger áreas internas.

Seja em residências, empresas ou qualquer outro ambiente que necessidade de cuidados e monitoramento: contar com equipamentos eficientes e com alta tecnologia otimiza as ações para manter locais seguros.

Se você gostou deste conteúdo, siga a leitura aqui no blog com o post “Sensor PET: proteção para casa e para seu animal de estimação” e aproveite para conhecer mais uma solução para proteger sua casa.

Entenda a importância do detector de fumaça

Ter um sistema de alerta para prevenir acidentes é uma medida importante. Não se engane em pensar que dispositivos, como o detector de fumaça, não são necessários em casa ou na sua empresa. Esse tipo de equipamento é capaz de prevenir incêndios de forma rápida, acionado por pequenas concentrações de fumaça.

Que tal saber um pouco mais sobre isso? Neste post, você vai ficar por dentro da importância de ter detectores de fumaça instalados nos mais diversos ambientes. Confira!

Quais são os principais benefícios do detector de fumaça?

Os detectores de fumaça são fundamentais para identificar acidentes com fogo ou situações de incêndio. O acionamento do alarme quando uma fumaça é identificada facilita para que as pessoas que estejam no local tomem providências. Ainda, existem modelos que tem a possibilidade de ativar sistemas de água para combater o fogo, de acordo com as orientações do corpo de bombeiros.

Outros benefícios fazem a diferença e colaboram para a eficiência do dispositivo. Veja alguns deles:

Instalação e design

Com a ajuda de um profissional, a instalação do aparelho é feita de forma rápida, fácil, e no lugar mais apropriado. Ainda, o detector conta com um design discreto e formato adequado para não interferir no ambiente. Geralmente, é instalado no teto.

Investimento

O detector de fumaça é um dispositivo que faz parte de todo um sistema de detecção e alarme de incêndio. O valor de um sistema tem muitas variáveis: depende do tamanho do ambiente, quantidade de dispositivos, entre outras. É de extrema importância que o projeto seja feito por um profissional altamente capacitado.

Acionamento e prevenção

Um dos principais benefícios do detector de fumaça é a agilidade e rapidez do acionamento. Basta uma pequena concentração de fumaça para que o alarme seja acionado. Por isso, é um equipamento fundamental para a prevenção de incêndios.

Locais e situações

Não são apenas os locais públicos e banheiros de avião que precisam de detectores de fumaça. Qualquer local que necessite de cuidados para evitar acidentes com fogo podem contar com o dispositivo.

Cozinha e área de serviços são ambientes que, quando não têm ventilação adequada, podem acontecer acidentes com escapamentos de aquecedores ou fogão, o que são causas recorrentes. Da mesma forma, sala e quarto costumam ter objeto inflamáveis — como tapetes e cortinas — , e uma vela acesa pode provocar acidentes rapidamente.

Qual a importância do detector de fumaça?

As causas de incêndios — sejam elas em residências ou empresas — podem ser as mais variadas. Problemas na rede elétrica, escapamento de gás, cigarros mal apagados são algumas frequentes.

Ainda, existem situações de pessoas mais vulneráveis capazes de gerar ocorrências, como idosos que moram sozinhos, nas quais é comum acontecer esquecimentos do fogão aceso, por exemplo.

Por ter inúmeras possibilidades de causas e situações de incêndio, o detector de fumaça é importante para a prevenção e para alertar o perigo. A adequação do dispositivo deve ser feita conforme a necessidade do ambiente e das pessoas.

Se você identificou alguma situação de possível risco de incêndio ao ler este post, não espere: entre em contato com a JFL Alarmes e receba todas as informações para instalar o detector de fumaça mais adequado para o que você precisa.

E não esqueça que a prevenção é essencial para manter a segurança, seja de pessoas ou de locais.

 

 

 

 

 

Dicas de segurança para casa compartilhada

É muito comum, principalmente para jovens e viajantes, optar por casas compartilhadas para morar ou ficar hospedado durante um determinado período de tempo. Este formato de moradia requer alguns cuidados de segurança importantes para que nenhum incidente ou problema aconteça.

Que tal saber um pouco mais como utilizar a tecnologia para manter locais compartilhados protegidos, com privacidade e hóspedes tranquilos? Leia neste post algumas dicas de dispositivos que colaboram com a segurança de locais como esse.

Afinal, o que são casas compartilhadas?

Também conhecidos como rommates, que em tradução para o português significa colega de quarto, são pessoas que compartilham o mesmo espaço para morar ou para ficar hospedado. O termo faz referência a pessoas que alugam quartos em casas e apartamentos nos quais as dependências comuns são divididas com outros moradores.

E não se engane! Este conceito não fica restrito a jovens e estudantes. Atualmente, as casas compartilhadas são tendência nas grandes cidades, e os motivos são os mais diversos: dividir contas, ter companhia, proximidade do local de trabalho, preocupação com economia mais sustentável, etc.

Como manter casas compartilhadas seguras?

Imagine morar em um local no qual circulam diferentes pessoas que, na maioria dos casos, começam a morar sem conhecer o colega de quarto? Fica evidente que algumas dicas de segurança são fundamentais para que o ambiente permaneça seguro, não é mesmo?

Acompanhe algumas dicas de dispositivos tecnológicos que auxiliam neste processo:

Porteiro eletrônico

Ao instalar um porteiro eletrônico na casa compartilhada, o acesso fica restrito aos moradores que sabem a senha ou estão na posse de chaveiro RFID, acionado por aproximação.

Este dispositivo pode ser instalado no acesso comum e principal do local e até mesmo na porta de cada um dos quartos dos moradores, garantindo que a entrada de estranhos não seja permitida.

Ainda, é comum que o aparelho conte com um aviso de violação. Assim, é emitido um som semelhante a uma sirene e ocorre o bloqueio da fechadura em casos de arrombamento.

Câmeras de segurança

Pensando nas áreas comuns das casas compartilhadas, as câmeras de segurança são equipamentos interessantes para auxiliar na segurança e manter a tranquilidade dos moradores.

Instaladas nos ambientes comuns, como sala e cozinha, o dispositivo possibilita registrar e monitorar as atividades de quem frequenta o local.

Central de alarme de incêndio

Para evitar acidentes com fogo, a central de alarme de incêndio é a alternativa ideal e mais eficaz. Ela é responsável por monitorar os dispositivos do sistema de incêndio, receber a informação que identifica a fumaça provocada no ambiente e acionar o alarme.

Vale lembrar que na casa compartilhada cada pessoa faz suas atividades, tem seus hábitos e rotina. Um fósforo mal apagado ou uma panela esquecida no fogão podem ocasionar incêndio, colocando em risco a casa e os demais moradores.

Se você achou interessante o modelo de casa compartilhada, não esqueça de verificar a segurança do local antes mesmo de escolher sua moradia ou hospedagem.

Para isso, procure por soluções que facilitem o dia a dia e que possibilitem manter o controle de acesso nas dependências da casa, apartamento ou até do seu quarto.

Gostou deste post. Compartilhe agora mesmo nas redes sociais!

 

Cercas elétricas: legislação e normas importantes

Para quem acompanha este blog já sabe que cercas elétricas são utilizadas frequentemente em casas, empresas e propriedades rurais, e que conta com eletrificadores que emitem uma corrente elétrica pelos fios que contornam o perímetro protegido.

Porém, é importante ficar atento para outra questão das cercas elétricas: legislação e normas importantes para a instalação!

Se você pretende instalar este tipo de dispositivo de segurança, fique atento! Conheça um pouco mais sobre as orientações e cuidados necessários para que nenhum problema aconteça.

Legislação brasileira para instalação de cercas elétricas

Desde o ano de 2008 está em vigor no Brasil uma norma técnica pronunciada pela ABNT — Associação Brasileira de Normas Técnicas — que trata da segurança de eletrificadores de cerca.

Ainda no mesmo ano, uma lei (n° 3.080) que traz outras orientações importantes para que as cercas elétricas sejam instaladas com segurança foi sancionada e atualizada em 2017.

Acompanhe abaixo os principais pontos e considerações apontadas na legislação:

  • a lei estabelece os cuidados e procedimentos que devem ser observados pelo proprietário ou morador de imóvel, localizado em zona urbana e rural, que possua ou venha a instalar cerca eletrificada ou energizada;
  • os serviços, a implantação e manutenção da cerca eletrificada deverão ser realizados por empresa ou profissional legalmente habilitado;
  • o primeiro fio eletrificado deverá estar a uma altura compatível com a finalidade da cerca eletrificada, sendo que em áreas urbanas deverá ser observada uma altura mínima de dois metros e dez centímetros entre o primeiro fio eletrificado e o piso externo à cerca;
  • o equipamento instalado para energizar a cerca deverá prover choque pulsativo em corrente contínua, com amperagem que não seja mortal;
  • os limites máximos do aparelho devem ser: tensão: 11.000 V. (onze mil Volts); corrente: 5 mA (cinco miliampéres); duração do pulso: 10 mseg. (dez milisegundos);
  • fixação na cerca eletrificada, em lugar visível, com placas de aviso que alertem sobre o perigo iminente de choque e que contenham símbolos que possibilitem a sua compreensão por todas as pessoas;
  • a manutenção das instalações deverá ser realizada em intervalo de tempo não superior a doze meses;
  • Atenção com a proximidade de estruturas de gás: é vedada a instalação de cercas eletrificadas a menos de três metros de recipientes de gás liquefeito de petróleo;
  • As placas de aviso devem ser visíveis em ambos os lados da cerca elétrica, no mínimo, a cada quatro metros de distância, quando a cerca eletrificada se encontrar ao lado de via pública, e a cada dez metros, nas demais hipóteses;
  • Ainda sobre as placas, elas devem ter dimensões mínimas de quinze centímetros de altura por trinta centímetros de largura;

Vale ressaltar que além da legislação apresentada, existem algumas normas que são de âmbito municipal. Sempre consulte as leis da sua cidade para não deixar qualquer orientação de lado.

Cercas elétricas: legislação prevê multa para inconformidades

Atenção! Para quem não cumpre com as exigências de segurança determinadas pelas normas da ABNT e pela lei federal fica propenso a penalidades. No caso de descumprimento, o proprietário do imóvel ou da área protegida pode ser penalizado com multa de dez mil reais.

Em casos nos quais existe a reincidência, a multa é aplicada em dobro, somando vinte mil reais como forma de advertência ao dono da casa, empresa ou propriedade rural.

Se você tem interesse em contar com este tipo de dispositivo de segurança anote os cuidados para instalar corretamente cercas elétricas: legislação respeitada, profissionais qualificados e aparelhos adequados.

Aproveite que você está interessado pelo assunto e siga a leitura aqui no blog com o post “Conheça os benefícios do eletrificador para cerca elétrica controlado remotamente”.

 

 

 

RLG Automatizadores: o motor para portão ideal para sua casa ou empresa

O conforto e a segurança de residências são dois fatores potencializados com a utilização de equipamentos como o motor para portão.

Chegar em casa sem a necessidade de sair do carro para abrir o portão é uma solução que, diante da criminalidade dos dias atuais e da rotina intensa de atividades diárias, aumenta a segurança e agiliza o acesso de quem mora no local.

Porém, não é qualquer modelo de motor que atenda todas as expectativas. Os motores da marca RLG Automatizadores saem na frente quando o assunto é tecnologia e praticidade.

Acompanhe neste post os principais motivos para investir em um motor desta marca.

RLG Automatizadores

A empresa atua há mais de duas décadas no segmento de automação de portões residenciais e industriais. Com amplas e modernas instalações, tem o foco em produtos robustos e de alta qualidade, o que proporciona segurança aos consumidores.

A RLG disponibiliza assistência técnica especializada e, em 2017, foi adquirida pela JFL Alarmes. Com isso, aumentou sua atuação e respaldo no mercado de segurança eletrônica.

Modelos RLG de motor para portão

A RLG Automatizadores trabalha com 3 tipos de motores que variam conforme o modelo e estrutura do portão. Ainda, tem 2 anos de garantia, alta durabilidade e conta com a expertise da JFL Alarmes para produzir a placa de comando. Veja abaixo os modelos:

1. Basculante

Modelo com abertura e movimentação para cima. É fundamental que o motor para portão basculante seja resistente e potente.

A RLG disponibiliza modelos residenciais e industriais que suportam portões de 500 kg a 2000 kg, e também a versão residencial speed onde o tempo de abertura/fechamento é de apenas 6 segundos*.

2. Deslizante

Com abertura para a lateral, o motor para esse portão não tem necessidade de ser tão potente quanto o modelo anterior. Os modelos para uso residencial costumam suportar até 350kg, enquanto os industriais até 2.000kg.

É importante que o modelo de motor deslizante seja resistente às questões climáticas para evitar que enferrujem, como chuva e maresia.

Uma vantagem que precisa ser ressaltada é que na versão residencial speed, o motor apresenta abertura/fechamento em 3,5 segundos*.

3. Pivotante

A abertura deste modelo é feita do centro para fora ou para dentro do local no qual está instalado.

Por ter a abertura mais diferenciada, o motor para portão pivotante é um dos mais complexos, precisa ser resistente e muito bem instalado para evite travamentos em contato com o solo.

Dica extra para escolher o motor para portão ideal!

Sempre consulte profissionais qualificados para fazer a escolha do motor mais adequado para o seu portão. Uma dica importante é ficar atento ao peso que o motor consegue operar. Sempre leve isso em consideração para decidir na hora de comprar e instalar o equipamento.

Que tal aproveitar as informações deste post e instalar um motor para portão na sua casa ou empresa?

Não esqueça que a instalação proporciona agilidade para acessar dependências, segurança para moradores e conforto.

Conheça os detalhes de cada modelo da RLG Automatizadores, escolha o mais apropriado para você e mantenha sua tranquilidade ao chegar em casa.

Suporte técnico: conheça os guias e tutoriais da JFL Alarmes

A segurança eletrônica é um nicho de mercado que precisa acompanhar os avanços da tecnologia e as atualizações de fornecedores para estar de acordo com as necessidades de quem compra.

Foi pensando nisso que a JFL Alarmes desenvolveu uma área no seu site com todas as informações para que instaladores tenham acesso às descrições técnicas, tutoriais e guias de seus produtos.

Conheça um pouco mais sobre a seção de suporte técnico, o que ela oferece e como você pode aproveitar mais esta facilidade. Veja!

Área Suporte

Para localizar a seção, basta acessar o site da JFL. Logo na página inicial, a área suporte é exibida no menu principal. Ao clicar na seção, é aberto o menu com as categorias separadas por assuntos ou tipo de material disponibilizado.

Alguns deles são específicos para resolver questões de um determinado produto, enquanto outros itens apresentam uma “biblioteca” com todas as diretrizes para fazer instalações e resolver questões técnicas.

Neste post serão apresentadas as principais categorias e o que você vai encontrar em cada uma delas.

Guias rápidos

Os guias são materiais em texto – geralmente disponiveis em PDF – que servem como instrução para instalar equipamentos, fazer testes, adicionar dispositivos, fazer backup, configurar redes, entre outros.

Os materiais são didáticos, objetivos e ilustrados com as telas correspondentes da atividade que você procura aprender.

Manuais antigos

Sem esquecer dos produtos que já saíram de linha ou foram atualizados, a JFL mantém uma seção com os principais manuais antigos.

Desta forma, quem ainda procura por informações de equipamentos que não lançamentos e já estão no mercado por um bom tempo, pode encontrar nesta seção o manual que procura.

Softwares e Drivers

Para facilitar o acesso e a instalação dos equipamentos de segurança, a equipe da JFL disponibilizou na área de suporte todos os programas e drives necessários para seus produtos.

Vídeos tutoriais

Uma das seções mais dinâmicas do suporte técnico é a dos vídeos tutoriais, que explicam o passo a passo de como fazer instalações e como é o funcionamento de determinados equipamentos.

A seção direciona o usuário para o canal da JFL no Youtube e disponibiliza um menu com muitos vídeos, todos padronizados, informativos e técnicos.

Reset de senha

Como a questão da segurança e da privacidade são assuntos importantes para a JFL, foi pensando nisso que foram construídas essas seções. O instalador tem acesso a diversos serviços para manutenção dos equipamentos de CFTV e centrais de alarme JFL.

Além das seções citadas aqui neste post, existem outras que são muito importantes para quem instala equipamentos de segurança.

Vale ressaltar que a área de suporte é aberta e disponível para qualquer usuário interessado, não tendo necessidade de cadastro prévio ou senha de acesso.

Se você é instalador e ficou interessado pela área de suporte técnico da JFL, saiba que ela está disponível e foi pensada para você.

Agora, se você quer aprofundar seus conhecimentos técnicos, conheça os cursos de capacitação da JFL. São aulas a distância, em ambiente virtual e com certificado. Aproveite e faça a sua inscrição.

 

 

 

Conheça as vantagens de utilizar sistema de segurança sem fio

Wifi e infravermelho são alguns exemplos de conexões que transferem dados sem utilizar cabos, e podem ser aplicadas em sistema de segurança sem fio.

Dependendo dos equipamentos, a distância entre os dispositivos que precisam trocar informações pode ser próxima, e, para os aparelhos mais desenvolvidos, longos espaçamentos também são mantidos seguros e monitoráveis pela conexão.

Sensores e repetidores de sinal podem contar com a tecnologia para interligar equipamentos de redes de segurança e facilitar a instalação e o monitoramento.

Acompanhe neste post as principais vantagens de utilizar sistema de segurança sem fio.

Flexibilidade

Quem conecta sensores sem fio tem a flexibilidade de expandir sua rede de segurança conforme as necessidades apareçam.

Vai fazer uma reforma na sua casa? A adequação do sistema de segurança sem fio para as novas áreas é possível pela possibilidade de ampliar a cobertura sem instalação de cabeamento.

Otimização

Escolher por um sistema de segurança sem fio é uma decisão que otimiza espaço físico e materiais. Cabeamentos, fios, canaletas e a própria estrutura da casa ou da empresa são alguns exemplos do que pode ser economizado.

Instalação

Com a redução de materiais e de espaço, um outro benefício percebido pelos equipamentos conectados sem fio é a instalação. Isso se dá pela facilidade de instalar esses equipamentos, que são práticos e não necessitam de fiação ou alterações na estrutura da casa ou prédio para que funcionem.

Alcance

Os sistemas de segurança sem fio proporcionam um excelente alcance quanto à conexão. Situações nas quais o ambiente apresenta obstáculos, paredes e repartições, o alcance pode ser maximizado com a utilização de repetidores de sinal.

Custos

Se o investimento inicial dos sistemas sem fio é maior que os tradicionais, essa questão é amenizada a longo prazo. A manutenção e ajustes é menor e mais simples, o que reduz custos e otimiza o monitoramento.

Autonomia

Por contarem com baterias próprias, os sistemas de segurança sem fio proporcionam grande autonomia. Ainda, podem ser conectados ao smartphone e serem monitorados de forma remota por moradores e pessoas que fazem a segurança do local.

Segurança

Os equipamentos de segurança sem fio são tão eficientes quanto os tradicionais quando o assunto é segurança. O tipo de conexão impede que o sistema de segurança seja desativado com facilidade, como pode acontecer nos modelos com fios e cabeamentos, que podem ser cortados.

E você, percebeu que as vantagens do sistema de segurança sem fio são muitas e que vale a pena investir para garantir a segurança de seus bens e pelo zelo das pessoas que convivem em um determinado local?

Siga a leitura de conteúdos como este aqui no blog. Leia agora mesmo o post Chaveiro por proximidade: saiba quando usar e os benefícios e saiba mais sobre o assunto.

 

 

 

5 benefícios da resolução 4k em CFTV

A qualidade das imagens reproduzidas por equipamentos eletrônicos – como monitores e televisões – apresenta detalhes das cenas registradas cada vez com mais precisão, e a resolução 4k é uma das aplicações responsáveis por isso.

Também conhecida como ultra alta-definição ou ultra HD, a resolução é considerada umas das soluções com a tecnologia mais atualizada no que faz referência à definição de imagens.

Conheça neste post um pouco mais sobre a resolução 4k e os principais benefícios dela nos circuitos fechados de TV. Boa leitura!

A resolução 4k

Esta resolução transmitida por TVs e monitores apresenta alta densidade de pixels e exibe a imagem em alta qualidade. Para comparar tecnologias, ela possui quatro vezes mais resolução que as telas Full HD.

Tanto na televisão de casa quanto na tela de monitoramento dos circuitos fechados de TV, a resolução 4k resulta em imagens mais nítidas e ricas em detalhes.

Os benefícios da resolução 4K

Para sistemas de segurança que contam com o monitoramento por câmeras, a tecnologia 4k colabora para que o acompanhamento da movimentação de locais protegidos seja feito de forma pontual, detalhada e criteriosa.

Acompanhe abaixo os 5 principais benefícios da resolução quando é aplicada em CFTV.

1. Captura em longa distância

Mesmo que situações suspeitas tenham acontecido em uma certa distância da câmera de segurança, se estiver dentro da área de cobertura do dispositivo, é possível capturar a imagem e identificar detalhes por conta da alta resolução.

2. Nitidez e detalhamento

Talvez seja o principal benefício da resolução 4k para os equipamentos de segurança. Tanto que a questão da nitidez e da clareza dos detalhes reproduzidos já foram citados logo no início deste post.

Em determinadas situações os detalhes podem ser identificados quando o sistema de CFTV conta com a tecnologia para reproduzir imagens.

3. Cores e contrastes

A qualidade das cores e do contraste exibidos pelas TVs e monitores com resolução 4k são mais vivos, brilhantes e com mais destaque.

Isso facilita para que seja feita a identificação de objetos, pessoas e situações de risco ou duvidosas.

4. Funções e recursos

Sobre os recursos dos equipamentos de segurança, é recorrente que as câmeras com resolução 4k apresentem funcionalidades essenciais para uma melhor captação de imagens, como é o caso das funções IR inteligente e DWDR.

5. Cobertura e menos equipamentos

Alguns modelos de câmeras de segurança de alta definição oferecem uma cobertura ampla para monitorar os ambientes.

O alcance do infravermelho da câmera permite a cobertura em locais escuros. Dependendo da aplicação, uma câmera 4K pode até mesmo substituir uma ou mais câmeras de menor resolução.

Se você ainda está na dúvida se deve ou não apostar na resolução 4k para melhorar o monitoramento e a proteção da sua casa, condomínio ou empresa, fale com quem entende do assunto e otimize o circuito fechado de TV de qualquer desses lugares.

A equipe da JFL Alarmes é capacitada para orientar e direcionar o equipamento mais adequado para a sua necessidade. Entre em contato e priorize a sua segurança.

 

 

5 equipamentos essenciais para proteção de áreas internas

Investir em segurança requer a utilização de equipamentos importantes, e para a proteção de áreas internas existem alguns dispositivos que são fundamentais.

Seja para manter os pertences de casa seguros, ou para garantir a segurança nas empresas, contar com sistemas de proteção é uma decisão que facilita o monitoramento do local, o cuidado com objetos e com as pessoas, e colaboram para um ambiente mais tranquilo.

Neste post você vai conhecer os 5 principais equipamentos para manter áreas internas seguras e controladas para evitar invasões e situações indesejadas, como arrombamentos, incêndios e furtos. Acompanhe!

1. Sensor Infravermelho Passivo

Este tipo de sensor identifica movimentos pela variação da temperatura no ambiente.

É um modelo chamado também por sensor de presença. Quando acionado pela entrada de alguma pessoa no ambiente, o sensor envia um sinal para a central de alarme, que por sua vez, aciona a sirene e/ou envia um aviso para a central de monitoramento ou para os celulares cadastrados.

2. Câmera de segurança

A câmera de segurança é um dispositivo utilizado com frequência em áreas externas, mas pode ser instalado em ambientes internos sem restrições.Tanto para promover segurança quanto para monitorar ambientes e atividades em um determinado local, as câmeras cumprem um papel de monitoramento importante para quem precisa acompanhar a movimentação em áreas internas.

3. Sistema de detecção e alarme de incêndio

Evitar incêndios e acidentes com fogo é o principal objetivo deste sistema. Formado por equipamentos e dispositivos como a central de alarmes, ele é responsável por captar a informação que identifica a fumaça provocada no ambiente e aciona alarmes e detectores.

4. Sensor de abertura

São modelos de sensores instalados em locais de acesso, como portas e janelas. Servem para que, em caso de invasão, o equipamento comunica a central de alarmes da situação ocorrida e executa a ação conforme foi programado.

5. Aplicativos

Que a tecnologia é grande aliada da segurança eletrônica você já sabe, certo? Ela proporciona soluções que facilitam o monitoramento de ambientes e a proteção de áreas internas, também.

Existem apps que permitem acessar as câmeras de dentro de casa e monitorar a atividade e o ambiente protegido a partir do smartphone ou tablet.

É sempre válido consultar profissionais que sejam capacitados e que entendam de segurança eletrônica para escolher os equipamentos mais adequados para proteger áreas internas.

Seja em residências, empresas ou qualquer outro ambiente que necessidade de cuidados e monitoramento: contar com equipamentos eficientes e com alta tecnologia otimiza as ações para manter locais seguros.

Se você gostou deste conteúdo, siga a leitura aqui no blog com o post “Sensor PET: proteção para casa e para seu animal de estimação” e aproveite para conhecer mais uma solução para proteger sua casa.

Entenda a importância do detector de fumaça

Ter um sistema de alerta para prevenir acidentes é uma medida importante. Não se engane em pensar que dispositivos, como o detector de fumaça, não são necessários em casa ou na sua empresa. Esse tipo de equipamento é capaz de prevenir incêndios de forma rápida, acionado por pequenas concentrações de fumaça.

Que tal saber um pouco mais sobre isso? Neste post, você vai ficar por dentro da importância de ter detectores de fumaça instalados nos mais diversos ambientes. Confira!

Quais são os principais benefícios do detector de fumaça?

Os detectores de fumaça são fundamentais para identificar acidentes com fogo ou situações de incêndio. O acionamento do alarme quando uma fumaça é identificada facilita para que as pessoas que estejam no local tomem providências. Ainda, existem modelos que tem a possibilidade de ativar sistemas de água para combater o fogo, de acordo com as orientações do corpo de bombeiros.

Outros benefícios fazem a diferença e colaboram para a eficiência do dispositivo. Veja alguns deles:

Instalação e design

Com a ajuda de um profissional, a instalação do aparelho é feita de forma rápida, fácil, e no lugar mais apropriado. Ainda, o detector conta com um design discreto e formato adequado para não interferir no ambiente. Geralmente, é instalado no teto.

Investimento

O detector de fumaça é um dispositivo que faz parte de todo um sistema de detecção e alarme de incêndio. O valor de um sistema tem muitas variáveis: depende do tamanho do ambiente, quantidade de dispositivos, entre outras. É de extrema importância que o projeto seja feito por um profissional altamente capacitado.

Acionamento e prevenção

Um dos principais benefícios do detector de fumaça é a agilidade e rapidez do acionamento. Basta uma pequena concentração de fumaça para que o alarme seja acionado. Por isso, é um equipamento fundamental para a prevenção de incêndios.

Locais e situações

Não são apenas os locais públicos e banheiros de avião que precisam de detectores de fumaça. Qualquer local que necessite de cuidados para evitar acidentes com fogo podem contar com o dispositivo.

Cozinha e área de serviços são ambientes que, quando não têm ventilação adequada, podem acontecer acidentes com escapamentos de aquecedores ou fogão, o que são causas recorrentes. Da mesma forma, sala e quarto costumam ter objeto inflamáveis — como tapetes e cortinas — , e uma vela acesa pode provocar acidentes rapidamente.

Qual a importância do detector de fumaça?

As causas de incêndios — sejam elas em residências ou empresas — podem ser as mais variadas. Problemas na rede elétrica, escapamento de gás, cigarros mal apagados são algumas frequentes.

Ainda, existem situações de pessoas mais vulneráveis capazes de gerar ocorrências, como idosos que moram sozinhos, nas quais é comum acontecer esquecimentos do fogão aceso, por exemplo.

Por ter inúmeras possibilidades de causas e situações de incêndio, o detector de fumaça é importante para a prevenção e para alertar o perigo. A adequação do dispositivo deve ser feita conforme a necessidade do ambiente e das pessoas.

Se você identificou alguma situação de possível risco de incêndio ao ler este post, não espere: entre em contato com a JFL Alarmes e receba todas as informações para instalar o detector de fumaça mais adequado para o que você precisa.

E não esqueça que a prevenção é essencial para manter a segurança, seja de pessoas ou de locais.